HISTORIETAS DE SEGUNDA-FEIRA

O Talzinho
por José Xavier Filho

-Este criança ser descendente de Neandertal!

Foi isto que disse o sueco quando viu o menino, encontrado na "Piedra del Padre" em Barinas, nos Andes venezuelanos. Ele foi criado por Dona Emerenciana, mulher do Coronel, sem filhos e rica. Todos o chamavam de “Talzinho”, devido a esse provável parentesco longínquo.
Aos quinze anos Talzinho ganhou o mundo, à procura de alguém como ele. Foi para a capital e logo se relacionou com políticos e fez carreira na atividade. Certo dia encontrou uma jovem parecida com ele e logo estavam namorando e cedo casaram. Talzinho resolveu voltar para sua cidade. Mal chegando lá, percebeu um grande movimento político ao qual aderiu: fazia discursos inflamados contra tudo e todos e comprou muitos votos. Elegeu-se alcaide na primeira eleição. Quando seu mandato estava chegando ao fim ele soube que não poderia concorrer a um próximo. Acontece que, dias antes do registro das candidaturas, depois de grande porre, Talzinho morre de um enfarte fulminante. Todo o povo chorou, pois que já o adorava. Após alguns poucos dias, Talzinho reaparece e candidata-se de novo. É eleito por uma grande maioria e governa por mais quatro anos. A mesma história se repete pelos próximos nove pleitos. Sem falhar, Talzinho "morre" ao chegar perto de cada eleição e “ressuscita” para concorrer e ganhar mais um mandato. Dizem os conhecidos que ainda hoje Talzinho reina nos montes nevados de sua terra.

Para uma versão ampliada desta historieta vá para:
http://jxavierfilho.blogspot.com/

Comentários

Mais acessadas