História do município de Granja Ceará


Devido o projeto Granja: Nossa História, Nossa Gente, da Secretaria Municipal de Educação, aumentou o número de acessos na busca da História de Granja-CE. Então, para atender a necessidade de alunos e professores atualizei essa página, com dados de fontes oficiais como IBGE. Veja abaixo:

Histórico
O povoamento do município de Granja, antigamente chamado Macavoqueira e Santa Cruz do Coreaú, foi dos mais antigos que se procedeu na Capitania do Ceará Grande. Várias tribos habitavam a vasta região beneficiadas pelas ribeiras férteis do rio Coreaú. Nos ídos de 1702, Miguel Machado e seu irmão, receberam, datado de 3 de agosto daquele ano, no Recife, uma doação de cinco léguas de terras com uma de largo na margem oriental do Rio Coreaú, medindo-as o desembargador Cristovão Soares Reimão. Figuram como primeiros colonizadores desta região Portugueses e Baianos que às voltas com os indígenas localizaram-se à margem do rio Coreaú, onde hoje erguida está a cidade de Granja.

A povoação que se chamou também Ribeira do Coreaú, foi elevada à categoria de vila por alvará de 27 de junho de 1776, com a denominação de Granja. Como fatos marcantes que enriquecem a história de Granja destacam-se a inauguração da ferrovia aos 15 de janeiro de 1881 e em agosto de 1889 a visita que fez à cidade Conde D`Eu, neto do Rei da França.


Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Granja, pela provisão de 30-08-1757.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Granja, em 1776. Sede na povoação de Coreaú ex-Macavoqueira. Não há certeza quanta à data de sua criação, e sendo em disputa cinco datas de diversos historiadores; são elas: 26-06, 27-06, 29-06, 27-07 e 29-07, todas do ano de 1776.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Granja, pela lei provincial nº 692, de 03-11-1854.

Pelo ato provincial de 29-09-1874, é criado o distrito de Ubatuba e anexo ao município de Granja.

Pelo ato provincial de 06-06-1881, é criado o distrito de Angico e anexado ao município de Granja.

Pelo ato provincial de 13-07-1886, é criado o distrito de Parazinho a anexado ao município de Granja.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 7 distrtios: Granja, Angico, Chaval, Iboassu, Parazinho, Riachão e Ubatuba.
Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 01-09-1920, o município aparece constiuído de 9 distritos: Granja, Angico, Chaval, Iboassu, Parazinho, Pitombeiras, Riachão e Ubatuba. Pela lei estadual nº 2448, de 30-10-1926, é criado o distrito de São Francisco e anexado ao município de Granja. Pelo decreto estadual nº 193, de 20-05-1931, o distrito de Chaval deixa de pertencer ao município de Granja, sendo anexado ao município de Quixeramobim. Pelo decreto estadual nº 1156, de 04-12-1933, o distrito de Angico, passou a denominar-se Martinopólis.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 8 distritos: Granja, Ibossu, Itaúna, Martinópolis ex-Angico, Parazinho, Riachão, São Francisco e Ubatuba. Não figurando os distrito de Pitombeiras. Pela lei estadual nº 351, de 02-09-1937, o distrito de Iboassú passou a denominar-se São Miguel.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1937, o município é constituído de 8 distritos: Granja, Itaúna, Martinópolis, Parazinho, Riachão, São Miguel ex-Ibossu, Ubatuba e São Francisco.
Pelo decreto estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de Itaúna, passou a denominar-se Timonha. Sob o mesmo decreto o distrito de São Miguel passou a denominar-se Pessoa Anta e São Francisco a denominar-se Coreaú.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 8 distritos: Granja, Martinópolis, Parazinho, Pessoa Anta ex-São Miguel, Riachão, Coreaú ex-São Francisco, Timonha e Ubatuba. Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o distrito de Riachão passou a denominar-se Uruoca. So o mesmo decreto o distrito de Ubatuba passou a denominar-se Ibuguaçu e ainda o distrito de Coreaú a denominar-se Paracuá.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 8 distritos: Granja, Martinópolis, Paracuá ex-Coreaú, Parazinho, Pessoa Anta, Timonha, Ibiguaçu ex-Ubatuba e Uruoca ex-Riachão. Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 8 distritos: Granja, Ibugaçu, Martinópole, Paracuá, Parazinho, Pessoa Anta, Timonha e Uruoca.

Pela lei estadual nº 3560, de 28-03-1957, desmembra do município de Granja o distrito de Paracuá. Elevado à categoria de município. Sob o mesmo decreto acima citado, desembra do município de Granja o distrito de Martinópole. Elevado à categoria de município e ainda desmembra o distrito de Uruoca. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 5 distritos: Granja, Ibuguaçu, Parazinho, Pessoa Anta e Timonha. Pela lei estadual nº 6388, de 03-07-1963, desmembra do município de Granja o distrito de Ibuguassu. Elevado à categoria de município.
Pela lei estadual nº 6387, de 03-07-1963, é criado o distrito de Adrianópolis e anexado ao município de Granja. Pela lei estadual nº 6727, de 05-11-1963, é criado o distrito de Sambaíba e anexado ao município de Granja. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 5 distritos: Granja, Adrianópolis, Pessoa Anta, Sambaíba e Timonha. Pela lei estadaua nº 8339, de 14-12-1965, os município de Granja adquiriu o extinto município de Ibuguassu e Parazinho, como simples distrito.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 7 distritos: Granja, Adrianópolis, Ibuguassu, Parazinho, Pessoa Anta, Sambaíba e Timonha.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Top 5

OPORTUNIDADES: Saiu edital para seleção temporária da prefeitura de Granja/CE

Entidades de direitos humanos se manifestam sobre crise no Ceará

Prefeitura de Granja lança edital para contratação de temporários 2017

VÍDEO: Bancada de oposição votou projeto a favor dos agentes de saúde

LITERATURA: Será lançado nesta quarta-feira o Livro Padre Osvaldo - Coletânea de Sermões