27 de mai de 2009

Cadê os vereadores? Num sabo!

política câmara vereador
Vereadores faltam à sessão ordinária da Câmara Municipal, deixam de votar LDO (Lei de Diretrizes Orçamentária) e população se sente desrespeitada.

Hoje, quarta-feira (27/05/09), seis vereadores e o presidente da Câmara Municipal da Granja, todos da bancada do prefeito cassado, faltaram sem justificativa à Sessão da Câmara. Após 15 minutos de tolerância os vereadores Nicanor(PSB), Milton Cassimiro(PSB) e Zenaide(PSB) assinaram o livro de presença. "Um verdadeiro desrespeito com a população granjense... tinhamos propostas importantes", reclamou o vereador Nicanor, ressaltando a necessidade de aprovar a LDO.

Dentro e fora da Câmara uma multidão esperava assistir uma Sessão do mais alto nível de cidadania por parte dos vereadores da bancada do PSDB municipal. Não foi o que aconteceu. Mas parece que os nossos vereadores esqueceram que foram eleitos pelo povo e que o Poder Legislativo não pode está lambendo os pés do Poder Executivo. Mesmo na troca de prefeito a Câmara, casa do povo, não pode fechar. Os vereadores são, ou deveriam ser, representantes do povo? Esconder-se é um ato de covardia e demostra o quão analfabeto políticos são nossos representantes. A Democracia não pode ser abalada por picuinhas partidárias.

"Todos corvades, comprados, analfabetos...", reclamou uma cidadã no meio da multidão, sentindo-se traída por algum vereador, quem sabe? "É como diz o ditado: os vereadores que se dizem do povo estão todos de rabo preso", protestou Seu Ivan. A Sessão da Câmara de hoje poderia ter sido a maior da História Política granjense, pois nesse momento de turbulencia politica a população está ansiosa por esclarecimentos. E ninguém melhor do que seus representantes, os vereadores. Que deveriam ser compromissados com os interesses do povo e não do Poder Executivo.

Vereadores que faltaram na Sessão de hoje, 27/05/2009
Nomes (partido)
votos
Pedro Bodega (PSDB) 1.662
Chico Ezio (PSDB) 1.434
Arnaldo Fontenele (PTB) 1.214
Falbe Teles (PSDB) 1.208
Rosa Helena (PSDB) 1.208
Batista Sariema (PSDB) 1.124
Joao Ture (PSDB) 1.037

O blogue está aberto a todos os vereadores que queiram dar esclarecimentos sobre a falta de hoje.

6 comentários:

  1. É uma falta de respeito, é vergonhoso tudo isto.São uma cambada de nojentos, vamos esperar as proximas eleições, o povo granjense tem que dar troco pra eles, ja chega de sofrimento..em frente...fora ele e toda sua cambada de sv......

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. bom que a população tome conhecimento e não esqueça desses senhores que elegeram, dos outros até que era de esperar, mas do falbe telles, que pena perdeu meu voto.

    ResponderExcluir
  4. E os veriadores de Granja, junto com suas cambadas de puxas sacos, o que eles queriam fazer com os colchões ,as almofadas e as roupas que vieram para os pobres atingidos pela enchente?
    Será que iam destribuir? será que iam doalas? será que iam deixar prá fazer nova campanha política? com as mesmas? ou iam revendelas para algumas lojas de gente conhecidas, que se misturam com a mesma laia? e as roupas seriam doadas? sim, mas para os pobres parentes de suas própria familia.( aqueles que gostam de vestir roupas de marca boas). porque sera que elas estavam tão bem escondidas ein!!!!!!!!!!!!!
    Mim respondão por favor!

    ResponderExcluir
  5. Acho que até quiseram mas o comandante naum deixou! axo que naum devemos coupar alguns, pq outros em sessao normais naum ian pq seria presente nessa. E seu falbe teles sempre terah meu voto pq ele sim trabalha em prou do bem e da sociedade so quem convive com ele sabe. obg!!
    Abração Lira

    ResponderExcluir
  6. Eu apoio salario minimo para os políticos de Granja, dessa forma veríamos quem realmente queria REPRESENTAR o povo.

    ResponderExcluir

Olá!
Agradeço pelo comentário.
Sua participações é importante para nosso trabalho Granja Ceará.
Obrigado!

*Comentários anônimos poderão ser recusados/excluídos. Por isso use sempre nome e e-mail válido para comentar.

Não faça comentários de cunho preconceituoso, respeite os Direitos Humanos.