1º Fórum das Enchentes da Região Norte terá continuidade

cidadania enchente ceara


imagens FCesarNews
Granja realizou, no dia 17 (quarta-feira) de junho de 2009, o 1º Fórum das Enchentes da Região Norte, no Patronato Monsenhor Vitorino. Representantes do Poder Público, Diocese de Tianguá, Fórum Microrregional de Convivência com o Semi-árido, Escoteiros e comunidade participaram das discussões sobre as ações pós-enchente no município de Granja e Chaval. O debate esquentou um pouco quando a plenária cobrou transparência e planejamento nas ações da administração municipal de Granja, mas poder publico e sociedade foram unânimes quanto a positividade do evento.

Após abertura e formação da mesa, a coordenação do Fórum, apresentou um levantamento de dados da situação dos municípios de Chaval e Granja. Em seguida representantes das prefeituras de Chaval e Granja falaram sobre as ações emergenciais durante as enchentes e os trabalhos de recuperação das áreas afetadas. Como o prefeito de Granja, cidade sede do Fórum, não se fez presente, o Secretário de Gestão o representou e diz que a prefeitura tomou todas as providencias possíveis de atendimento aos desabrigados e desalojados da enchente e que o município R$ 500 mil doados pelo Governo do Estado em alimentação e recuperação de estradas, assegurou que o prefeito Esmerino Arruda está buscando recurso em Brasília para a construção do dique de contenção do Rio Coreaú e que a prefeitura vai trabalhara para construir e recuperar casas das famílias afetadas. Samuel Brito, Coordenador da Defesa Civil de Chaval, lamentou as perdas provocadas pela enchente nos distritos de Carneiro e Retiro e que a prefeitura, após prestar assistência, está fazendo o máximo para as famílias voltarem suas vidas normais.

O padre Luciano Sotero, da Paróquia São José, diz que a igreja iniciou a mobilização na Diocese no sábado, antes da enchente atingir a cidade, agradeceu a solidariedade de todas as Paróquias, comunidade e o trabalho dos escoteiros na distribuição das doações. A igreja distribuir mais de 2400 cestas básicas e continua com o trabalho.

Elviro, representa do Fórum Microrregional de Convivência com o Semi-árido, alertou que a situação de Granja e Chaval apenas se agravou com a enchente. No caso de Granja citou o IDH, o analfabetismo e a grande concentração de latifúndios, e a atual crise política do município. E destacou a importância da fiscalização por parte da população para evitar possível desvio dos recursos públicos.

Como resultado do Fórum ficou definido: outro encontro em novembro para avaliação das ações dos municípios; município de Granja solicitará inclusão no mapa do Semi-árido.

No encerramento do Bispo Dom Xavier, da Diocese de Tianguá, ressaltou a necessidade de abriu um dialogo entre sociedade e poder publico e fiscalizar deve acontecer. Ações preventivas precisam está contempladas no Plano Diretor da cidade e se deve propor políticas publicas.

Gostou? Pode VOTAR aqui. É rápido e grátis!

Comentários

  1. O Fórum foi muito importante, a Igreja Católica está se mostrando preocupada com a situação em que se encontram os municípios atingidos pelas enchentes. Pena é que nós Granjenses não nos concientizamos ainda que todos nós somos responsáveis pela mudança dessa realidade. No fórum faltou muita gente que foi convidada e que poderia enrriquecer o debate e dar sua contribuição. Não é preciso que cada Granjense pegue no tijolo e no barro para reconstruir a cidade, mas temos a obrigação e o direito de propor soluções através de fóruns e audiencias públicas e acompanhar os orgãos responsáveis pelas ações de trabalho.
    A Prefeitura Municipal de Granja se apresenta como principal responsável pela recuperação dos danos causados pelas enchentes. Portanto a mesma deve ser transperente em suas ações. entretanto os outros dois poderes públicos, Judiciário e Legislativo também devem entrar nesse embate e promover seus fóruns e auduências públicas sobre o assunto. Um ou dois foruns de apenas um segmento social (igreja católica) ainda é pouco.
    Acredito também que outros setores, como comerciantes, empresários e associações comunitárias de Granja também poderiam promover atividades que demonstrassem a nossa preocupação sobre o assunto em tela.
    Juntos, poderemos reconstruir nossa cidade.

    ResponderExcluir
  2. Cicbat, vc tá de brincadeira, pedir transparência pra essa quadrilha? achar que o legislativo vai participar ( o SADHAN não deixa E MESMO SE DEIXAR ELES IREM POUCOS SABERIAM O QUE FAZER EM UM FÓRUM DE DEBATES), O Judiciário local até fez sua parte, quanto pedir concientização aos moradores eta coisinha difícil, muitos comemorara o retorno do SADHAN ao poder, é porque gostam de ser roubados. Sei que ainda não está perdido de vez porque aonda conseguimos encontrar pessoas como você, mas que infelizmente ainda são uma minoria.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Olá!
Agradeço pelo comentário.
Sua participações é importante para nosso trabalho Granja Ceará.
Obrigado!

*Comentários anônimos poderão ser recusados/excluídos. Por isso use sempre nome e e-mail válido para comentar.

Não faça comentários de cunho preconceituoso, respeite os Direitos Humanos.

Mais acessadas