Patrimônio Ameaçado: Cassimiro Côco





imagem/arquivo Lira Dutra

Lembro que quando criança, eu ficava de boca aberta e a imaginação a mil ao ouvir as peripécias do Cassimiro Côco, personagem do teatro de bonecos. Passou o tempo, tive oportunidade de coordenar um grupo de artista em projeto cultural chamado Talentos da Cultura, onde lá conheci Antonio Miquim, um dos últimos mestres da arte de botar boneco.


Outro dia, no inicio de junho, visitei o amigo Miquim lá no Favelão do Zanoi, um bom papo, lembranças em dias. Bonecos guardados. Casa de taipa. Esquecimento. Luta pela sobrevivência do artista e da arte.

É triste saber o quanto nossa cidade despreza os artistas, a cultura e idolatra os coronéis da corrupção, do nepotismo, da oligarquia velha e imunda, que ao longo dos anos tem infectado minha Granja como a peste bubônica assolou a Europa nos idos do séc. XIV.

Top 5

OPORTUNIDADES: Saiu edital para seleção temporária da prefeitura de Granja/CE

Prefeitura de Granja lança edital para contratação de temporários 2017

Entidades de direitos humanos se manifestam sobre crise no Ceará

LITERATURA: Será lançado nesta quarta-feira o Livro Padre Osvaldo - Coletânea de Sermões