O VALOR DA MENTIRA

A mentira tem valor?

A mentira tem tanto valor quanto a verdade, pois a mentira é formada por uma composição entre a verdade distorcida em comunhão a fatos simbólicos e antagônicos, pois a verdade não vive sem a mentira, nem tão pouco a mentira consegue sobreviver sem a verdade, ambas não teria sentido sem a existência uma da outra, já que a própria existência da Mentira por si é uma grande Verdade.

A mentira é a matéria abstrata da verdade materializada, algo que leva a crê, ser a verdade uma invenção originária da essência da criação da mentira, pois apesar de serem extremistas, não passam de substrato uma da outra, são contingentes de forma que podem ou não sucederem ou restringirem o dogmatismo erudito da própria faculdade emocional de quem a pratica, anulando o curso doutrinário da matéria e confundindo o polígrafo da razão em emoção normalmente utilizado nas campanhas e eleições políticas.

É algo acima dos padrões doutrinários do Niilismo, superando até as Quatro maiores e mais tradicionais mentiras universais: o “zodíaco, a religião, a política e a mitologia”, as quais confundem o real primoroso conceito absoluto da verdade do Criador em mitos filosóficos diluído em pura verdade imaginária, onde sob o vôo bumerangue entre a mentira e a verdade figura um terceiro elemento chamado de falsidade.

Cardoso Ponte
Fortaleza-Ceará/Brasil

Comentários

Mais acessadas