13 de out de 2010

Dengue preocupa Ceará

"A Secretaria da Saúde do Estado já tem uma calendário de ações que serão desencadeadas ainda este ano para um maior controle da dengue em 2011. Três cursos de Vigilância Epidemiológica e manejo de pacientes serão ministrados a médicos e enfermeiros em outubro, novembro e dezembro. Em 19 de novembro, dia do Alerta da Dengue, a Secretaria da Saúde reunirá prefeitos e secretários de saúde de 86 municípios considerados de alto e muito alto risco, de acordo com a classificação dos municípios vulneráveis a surtos de dengue no próximo ano, conforme critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Os critérios e a classificação dos municípios estão na Nota Técnica Risco Dengue-Brasil, que a Secretaria da Saúde divulga nesta sexta-feira, 8 de outubro, junto com o Boletim Semanal da Dengue."
imagem/ Diário do Nordeste

"Na reunião com prefeitos e secretários de saúde, os municípios serão orientados a reproduzir suas matrizes municipais de risco, tendo os bairros como unidades de análise, para identificar as áreas de maior vulnerabilidade para ocorrência de dengue e subsidiar a ontensificação das ações de controle. As recomendações serão no sentido do reforço das ações de controle da dengue, com o envolvimento da população, para o combate aos focos de proliferação do mosquito transmissor. Com a reintrodução do vírus da dengue 1 no Ceará este ano, o Ceará é considerado área de risco muito alto para epidemia de dengue em 2011. Como o vírus da dengue 1 circulou pela última vez no Estado em 1994, a população está mais suscetível à doença, principalmente os mais jovens, até 20 anos, particularmente os menores de 10 anos, que podem desenvolver casos mais graves."

texto extraído de http://www.saude.ce.gov.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
Agradeço pelo comentário.
Sua participações é importante para nosso trabalho Granja Ceará.
Obrigado!

*Comentários anônimos poderão ser recusados/excluídos. Por isso use sempre nome e e-mail válido para comentar.

Não faça comentários de cunho preconceituoso, respeite os Direitos Humanos.