6 de nov de 2010

Em defesa da vida

imagem ilustrativa/google
Alguns políticos vêm lutando para legalizar o aborto no Brasil, e, com objetivos escusos, se movimentam para ser aprovado no Congresso a alteração do artigo 128 do Código Penal que tipifica o aborto como crime contra a vida. Por trás deste plano, está a poderosa e lucrativa indústria do aborto com todos os “carcarás” que se agasalham nesta prática criminosa e ainda se beneficiam da falta de ética dos “lobistas” anticristãos e confiando no Programa Nacional de Direitos Humanos do PT (PNDH-3) o qual defende que a mulher tem o direito de interromper a gravidez, isto é, favorável ao aborto, e mantém como certa a legalização desta matança perversa para poderem sugar vultosos recursos da Nação e enriquecerem ilicitamente e com dinheiro maldito.

Anualmente, os inocentes mortos por este massacre diabólico, atingem os 40 milhões no mundo. Esta ação criminosa do aborto provocado trata-se de uma barbárie, um assassinato de brutal perversidade que esquarteja um ser humano inocente e indefeso, no útero materno, com instrumentos cirúrgicos do tipo agulhas de crochê e retirado aos pedaços com pinça, crime gravíssimo contra a lei divina. Só os materialistas hereges que não temem a Deus, concordam com tamanha crueldade. Existem ONGs que recebem repasses milionários de diversos países, gozando de isenção fiscal e assim financiam passeatas para aprovarem, a todo custo, o casamento de homossexuais, a legalização do aborto e outras aberrações anticristãs em nome dos direitos humanos. Que humanismo é esse? Deve haver fiscalização porque esses recursos podem até financiar guerrilhas, narcotráfico e outras atividades criminosas.

Em vez de emendar-se dos seus crimes contra a vida, o capitalismo selvagem vem propor o controle da natalidade, como uma falsa proposição de defender uma nova ordem econômica mentirosa, dizendo-se preocupado com a falta de alimentos. Ora, se falta alimentos, por que então nos EUA e na Europa Ocidental os fazendeiros têm sido pagos pelo governo para não produzirem? Sabendo-se que a densidade demográfica no Japão é de 300 pessoas/km2 e não há fome e nem analfabetismo, por que então se preocupar se a nossa é de apenas 22,1 pessoas/km2? Agora, o nosso índice de natalidade (1,8) já se encontra abaixo do mínimo necessário recomendado que é de 2,1 filhos/mulher, para que a população se mantenha estável e isto sim, é preocupante. Ver-se com tristeza uma medida perigosa, esta dos políticos incentivarem a pílula anticoncepcional, a pílula do dia seguinte e agora a legalização do aborto. A prevalecer esta loucura, daqui a pouco tempo teremos graves problemas com uma população decadente e envelhecida, sem braços jovens para o trabalho e para manter a Previdência Social e dar seqüência à vida da Nação. Estudiosos em demografia observam que a nossa taxa de crescimento vem diminuindo, até que a partir de 2030 a população do Brasil começará a decrescer.

Também, o relativismo ateu, no afã de atacar a Igreja de Cristo, está nos impondo a onda do estado laico, procurando dificultar a evangelização para poder facilitar as ideologias materialistas, o indigenismo latino americano e o esoterismo, para que os povos primitivos possam resgatar a sua cultura. Acham bonito o costume dos sodomitas? A cultura dos índios antropófagos? A barbárie dos hunos, dos visigodos, dos francos e de outros povos bárbaros? Graças a Deus a Igreja Católica, enfrentando perigos, conseguiu catequizá-los e convertê-los ao cristianismo.

8 comentários:

  1. há quarenta anos o aborto, na ITÁLIA , É PERMITIDO.NA MAIORIA DAS NAÇÕES MAIS ADIANTADAS , ELE TAMBÉM É PERMITIDO. É QUE O ABORTO , ALÉM DA DIMENSÃO RELIGIOSA ,APRESENTA OUTRAS, INCLUSIVE A DE SAUDE PÚBLICA.sou religioso e, pessoalmente ,.contra o aborto. mas acho estranho e incoveniente que se questione que o nosso BRASIL seja um ESTADO LAICO.iSTO É ATRASO, ISTO É FUNDAMENTALISMO.NOSSAS MULHERES POBRES DEVEM TER O DIREITO DE TOMAR SUAS DECISÕES SOBRE SEUS CORPOS E TEREM BOA ASSISTÊNCIA MÉDICA GRATUITA.se eu sou católico não sou dono da verdade. SE NÃO FAÇO ABORTO ,NÃO TENHO DIREITO DE IMPOR NADA A NINGUÉM, MUITO MENOS O ESTADO DE FUNDO RELIGIOSO.TEMOS UM ESTADO LAICO E PUNTO E BASTA. CADA UM QUE TOME SUAS DECISÕES E AS RESPEITEMOS

    ResponderExcluir
  2. O HOMOSEXUALISMO EM SI NÃO TEM NADA DE ANTICRISTÃO.EXISTEM MILHARES DE BONS CRISTÃOS QUE SÃO GAYS.O HOMOSEXUALISMO SEMPRE EXISTIU,NÃO SÓ NA ESPÉCIE HUMANA COMO EM MUITAS OUTRAS. MILHARES E MILHARES DE ANOS ANTES DO CRISTIANISMO O HOMOSEXUALISMO JÁ EXISTIA.SE DEUS PERMITIU QUE ESTE FENOMENO ATINGISSE VÁRIAS ESPÉCIES E FOSSE GENERALIZADO É PORQUE TAIS SERES TAMBÉM SÃO SEUS FILHOS.PORTANTO SE OS GAYS SÃO SEUS FILHOS,MERECEM TAMBÉM RESPEITO E CONSIDERAÇÃO, TENDO SEUS DIREITOS CIVIS PLENAMENTE RECONHECIDOS.SE ALGUÉM É PLENAMENTE HOMEM NÃO TEM PORQUE SER HOMOFÓBICO E NÃO TER RESPEITO POR ESTA CLASSE DE FILHOS DE DEUS . ABAIXO A HOMOFOBIA.

    ResponderExcluir
  3. Prezado Lira Dutra,
    O anônimo que subscreveu o comentário, apesar de ser religioso e contra o aborto, acha que esta prática é aceitável porque é permitida há quarenta anos na Itália, como também na maioria das nações mais adiantadas do mundo e que não devemos impor nada a ninguém, mas aceitar tudo que quiserem nos impor. Acha estranho, sinal de atraso e de fundamentalismo e inconveniente que se questione que o nosso Brasil seja um ESTADO LAICO.
    É bom que se observe os problemas que estão surgindo em todos os países que, há mais de três décadas legalizaram o aborto. Estão com a sua população decadente e envelhecida e tendem a desaparecer. É comum existirem filhos de filhos únicos, sem tios, filhos de proveta, inseminações artificiais com esperma de doadores anônimos e por isso não conhecem o pai. Para amenizar os problemas provocados pelo aborto, recorrem à adoção de filhos em países da América Latina. Observar também o gigante asiático que adota o aborto e aonde o PC Chinês ordenava que os nascituros que escapassem do aborto, se fossem mulher eram jogadas no lixo. Hoje, a população daquele país está envelhecida e o número de homens é muito superior ao número de mulheres, provocando um perigoso desequilíbrio, podendo até provocar uma guerra mundial, por falta de mulheres. Estes países que o anônimo cita como modelo que se deve copiar adotaram o aborto para não terem que garantir assistência social às mulheres grávidas pobres e esta política mesquinha é lamentável.
    Está na moda, é bonito aceitar-se tudo o que as nações mais adiantadas do mundo nos impõem, inclusive toneladas de lixo que eles produzem estão mandando para o Brasil. Por que devemos aceitar o que ele nos impõem?
    Nós somos a maior nação católica do mundo e aqui não há fundamentalismo ou intolerância religiosa. Não impomos nada a ninguém, mas eu e minha casa serviremos ao Senhor. Não precisa ter o título de Teólogo, mas apenas ser batizado em Cristo Jesus para cumprirmos a missão de anunciadores do Evangelho, porque o próprio Jesus nos ordenou: "Ide e anunciai o Evangelho".Convivemos respeitosamente com todos os credos. Agora, esta onda de estado laico, trata-se de uma imposição do relativismo ateu tentando destruir a Igreja de Cristo e procurando dificultar a evangelização. Isto se trata de ESTADO ATEU e não de ESTADO LAICO. Como é que um ESTADO LAICO pode proibir a evangelização, com a manifestação espontânea do Povo? Por que?
    Outro anônimo discorreu sobre homossexualismo.
    É bom que se diga que existe a diferença natural entre ser homem e ser mulher, que Deus criou visando a multiplicação da espécie, através da complementaridade afetiva e sexual verdadeiras. Agora, sobre homossexualidade, a Sagrada Escritura apresenta como depravações graves e os atos de homossexualidade, intrinsecamente desordenados e contrários à lei natural (Gn 19,1-29; Rm 1,24-27; 1Cor 6,9-10). Mas as escolas estão dando aulas de anatomia sexual e ensinando aos jovens que não pode haver “tabus”, de origem religiosa e moral, sobre comportamento sexual, acrescentando que tudo é válido e que nada pode ser proibido. Isto é o que se pode chamar de deseducação sexual.
    Ser gay simplesmente não é pecado. Agora, praticar o ato homossexual não é normal, é pecado porque é contrário à lei de Deus, portanto, é depravação. É claro que um gay não pode ser igual a uma mulher, mas a um homem transviado. E dizer esta verdade, não se trata de homofobia e nem tampouco de faltar com respeito a esta classe. Antes de tudo é preciso lembrar que a melhor terapia para um gay é a preventiva, isto é, que queira deixar o homossexualismo, pela força da oração e da fé. Merece um galardão no céu

    ResponderExcluir
  4. nunca faltarão ouvidos a uma boca de lingua sincera.

    ResponderExcluir
  5. Prezado Lira Dutra e demais visitantes do blog Granja Ceará,
    Outro tema que merece atenção é o homossexualismo.
    É bom que se diga que existe a diferença natural entre ser homem e ser mulher, que Deus criou visando a multiplicação da espécie, através da complementaridade afetiva e sexual verdadeiras, sendo a mulher a obra prima da Criação Divina, recebendo o dom da concepção. Agora, sobre homossexualidade, a Sagrada Escritura apresenta como depravações e contrários à lei natural (Gn 19,1-29; Rm 1,24-27; 1Cor 6,9-10; 1Tm l,10). Mas as escolas estão dando aulas de anatomia sexual e ensinando aos jovens que não pode haver “tabus”, de origem religiosa e moral, sobre comportamento homossexual, acrescentando que tudo é válido e que nada pode ser proibido. Isto é o que se pode chamar de deseducação sexual. Quando a criança nasce, ou é do sexo masculino ou do sexo feminino. Ninguém nasce gay. Agora, por erros na educação doméstica, por problemas psicológicos provocados por pressão exagerada dos pais ou dos irmãos, ou dos amigos e a criança em formação, não encontrando formas de superar as suas deficiências no relacionamento de homem pra homem ou de mulher pra mulher, oderá desenvolver gestos afeminados como a maneira mais fácil de proteger-se, isto é, por esperteza infantil. Por descuido dos pais que não procuram um tratamento psicológico adequado para o filho que demonstra esta tendência anormal, a criança vai crescendo com este desvio de conduta e se torna gay.
    Ser gay simplesmente não é pecado. Agora, praticar o ato homossexual não é normal, é pecado porque é contrário à lei de Deus, portanto, é depravação. A coisa mais ridícula do mundo, que provoca pena e dó, é um homem lutar contra a natureza, botando seios de silicone e sair se requebrando, querendo por fina força ser igual a uma mulher. Chega de mentira e de sem vergonhice. A mulher é insubstituível. E dizer esta verdade, não se trata de homofobia e nem tampouco de faltar com respeito ao gay em si, mas vale uma reflexão. Se o gay adquiriu tanta coragem de sair por aí, desafiando os costumes, a moral e a lei natural, por que não usar toda esta força para superar as suas deficiências da personalidade de homem ou de mulher, conforme a verdade do sexo vindo do berço? Antes de tudo é preciso lembrar que a melhor terapia para um homem com tendência afeminada é a preventiva, podendo ser conquistada pela força da oração e da fé, em busca de Deus e da afirmação da sua personalidade, sem ter que apelar para a contradição ou para o escândalo. E merece um galardão no céu.
    Atenciosamente,
    Alfredo Beviláqua

    ResponderExcluir
  6. os homosexuais vivem assediados pelos aproveitadores, os gananciosos, os violentos e covardes.eles têm um caminho sofrido, doloroso.até por caridade é bom que suas vidas sejam facilitadas.

    ResponderExcluir
  7. Prezado Lira Dutra e demais visitantes do Blog Granja Ceará,
    Outro tema que merece atenção é o homossexualismo.
    É bom que se diga que existe a diferença natural entre ser homem e ser mulher, que Deus criou visando a multiplicação da espécie, através da complementaridade afetiva e sexual verdadeiras, sendo a mulher a obra prima da Criação Divina, recebendo o dom da concepção. Agora, sobre homossexualidade, a Sagrada Escritura apresenta como depravações e contrários à lei natural (Gn 19,1-29; Rm 1,24-27; 1Cor 6,9-10; 1Tm l,10). Mas as escolas estão dando aulas de anatomia sexual e ensinando aos jovens que não pode haver “tabus”, de origem religiosa e moral, sobre comportamento homossexual, acrescentando que tudo é válido e que nada pode ser proibido. Isto é o que se pode chamar de deseducação sexual. Quando a criança nasce, ou é do sexo masculino ou do sexo feminino. Ninguém nasce gay. Agora, por erros na educação doméstica, por problemas psicológicos provocados por pressão exagerada dos pais ou dos irmãos, ou dos amigos e a criança em formação, não encontrando formas de superar as suas deficiências no relacionamento de homem pra homem ou de mulher pra mulher, poderá desenvolver gestos afeminados como a maneira mais fácil de proteger-se, isto é, por esperteza infantil. Por descuido dos pais que não procuram um tratamento psicológico adequado para o filho que demonstra esta tendência anormal, a criança vai crescendo com este desvio de conduta e se torna gay.
    Ser gay simplesmente não é pecado. Agora, praticar o ato homossexual não é normal, é pecado porque é contrário à lei de Deus, portanto, é depravação. A coisa mais ridícula do mundo, que provoca pena e dó, é um homem lutar contra a natureza, botando seios de silicone e sair se requebrando, querendo por fina força ser igual a uma mulher. Chega de mentira e de sem vergonhice. A mulher é insubstituível. E dizer esta verdade, não se trata de homofobia e nem tampouco de faltar com respeito ao gay em si, mas vale uma reflexão. Se o gay adquiriu tanta coragem de sair por aí, desafiando os costumes, a moral e a lei natural, por que não usar toda esta força para superar as suas deficiências da personalidade de homem ou de mulher, conforme a verdade do sexo vindo do berço? Antes de tudo é preciso lembrar que a melhor terapia para um homem com tendência afeminada é a preventiva, podendo ser conquistada pela força da oração e da fé, em busca de Deus e da afirmação da sua personalidade, sem ter que apelar para a contradição ou para o escândalo.

    ResponderExcluir
  8. CONSIDERADO LIRA DUTRA : ISTO está bom ,isto está muito bem.Você tem um blog democrático onde religiosos e gente de formação científica têm voz e voto.isto beneficia aos usuários. obrigado

    ResponderExcluir

Olá!
Agradeço pelo comentário.
Sua participações é importante para nosso trabalho Granja Ceará.
Obrigado!

*Comentários anônimos poderão ser recusados/excluídos. Por isso use sempre nome e e-mail válido para comentar.

Não faça comentários de cunho preconceituoso, respeite os Direitos Humanos.