12 de fev de 2011

Versos & Prosas: O Tempo





Salvador Dali/google
O TEMPO

O Tempo põe sobre as coisas a mão,
E nelas vem fazer suas mudanças.
O início são eternas esperanças,
Que trazem no viver bastante emoção.

Ontem foi o início: doce sensação,
Promessas fez raiar mil esperanças.
Hoje: terríveis garras de vinganças:
O Amor desfeito na separação.

E nesta roda de desesperança,
Este Tempo tem muita crueldade,
E deixa um acre sabor no que lança.

Amanhã: já vem a penalidade,
Uma dor há de viver na lembrança,
Porque no fim do amor nasce a saudade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
Agradeço pelo comentário.
Sua participações é importante para nosso trabalho Granja Ceará.
Obrigado!

*Comentários anônimos poderão ser recusados/excluídos. Por isso use sempre nome e e-mail válido para comentar.

Não faça comentários de cunho preconceituoso, respeite os Direitos Humanos.