Por onde anda nosso querido Carlinho Ceará


Carlinho se prepara para entrevista
Nesse período momino mantive um contato com Carlos Antônio Nascimento, o nosso querido Coquinho. Hoje Carlos Ceará. Ainda atuando no futebol profissional no Estado do Amapá, vestindo a camisa do Guarani do Oiapoque.

Filho de José Caetano e Rosa Camões, é granjense e nadou muito nas águas do rio Corea, desde cedo mostrou seu talento pelo arte do futebol. Talvez motivado por seu pai, que atuou na seleção de Granja entre as décadas de 50 e 60. Carlinho Ceará começou aqui no nosso futebol amador, vestindo a camisa do Flamengo, do Chagas Pezão, e do Bangú, do saudoso Manuel Cié. Ambos principais clubes da cidade na época. Depois, já com idade estourada para a realidade do futebol, infelizmente, Carlinhos foi para Fortaleza onde atuou na Primeira Divisão do Futebol Cearense no extinto América, meados de 1997. No final de 1997, foi contratado junto ao América pelo Guarani de Sobral.

Ao centro, Carlos e amigos
Logo após sua passagem pelo Cacique do Vale, a convite do seu irmão Beto Cearense, que estava no futebol Françês, foi jogar no Matúry, França, onde jogou na segunda divisão, em 1998. De volta ao Brasil, em 1999, passou dois meses treinando no Ceará, mas não fechou contrato com o Alvinegro de Porangabuçú. De lá acabou indo atuar no futebol de Macapá.

Carlinho Ceará, confessou que irá pendurar as chuteiras no final do ano e deverá voltar à terra natal, para contribuir com nosso futebol.


* especial ao blog Granja Ceará

Comentários

Mais acessadas