13 de mar de 2011

Versos & Prosas: Comidas Nordestinas


I
imagem/ Come-se.blogspot.com
O maior prazer da carne
é se alimentar e dormir
tudo mais é supérfluo,
muito fácil distinguir.
A comida do nordeste,
Quão difícil resistir.


II
Quem não gosta de buchada?
Nosso prato nordestino
Preparado com víceras
do famoso caprino
Isso pode ser bom.
Coitado do intestino...


III
Vivo feliz com isso,
Durmo de barriga cheia.
Acordo no outro dia,
Já pensando na ceia:
café com macaxeira,
Um cuscuz, pamonha e meia.


IV
Já na hora do almoço,
alguém da cidade acorda
aqui no meu sertão
como feijão-de-corda,
com a nata bem salgada
tô nem aí se engorda!


V
Sarrabulho apimentado
ou costela de leitão,
Miolo de bode quente
para fazer o pirão
mocotó de bacurin
é gostoso no feijão


VI
Caipira frango-capão
Arroz da terra torrado
Cará, piaba e baião
canjica, milho assado
carne seca no pilão
e torresmo dum lado.


VII
Gerimum com leite
e cambica de cajá.
Banana no azeite,
servido com aluá
farofa, arroz-de-leite
nem posso te falar...


VIII
No final deste cordel,
O espaço é do poeta,
Nomeando nestes versos
A letra que bem completa
Todos leram NONATO
O bodegueiro tem meta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
Agradeço pelo comentário.
Sua participações é importante para nosso trabalho Granja Ceará.
Obrigado!

*Comentários anônimos poderão ser recusados/excluídos. Por isso use sempre nome e e-mail válido para comentar.

Não faça comentários de cunho preconceituoso, respeite os Direitos Humanos.