26 de nov de 2016

Moradora da cidade de Granja pede ajuda para reconstruir casa para família

por: Lira Dutra

Moradora do bairro São Pedro, na cidade de Granja, no Litoral Oeste do Ceará, a dona de casa Irene Margarida Sobrinho, de 47 anos, está precisando de ajuda para reconstruir sua moradia. 


O imóvel de dois cômodos onde ela residia com o marido e os cinco filhos - incluindo uma criança de seis meses - era de taipa e desabou com a força do tempo. 

A doméstica não tem condições financeiras de arcar com a compra de cimento, tijolos, telhas e outros materiais para a construção de uma casa de alvenaria, que é mais resistente. 

A única fonte de renda que ela têm é proveniente do benefício recebido do Bolsa Família. O pouco que o marido ganha trabalhando com a venda de peixes mal dá para suprir as despesas com alimentação. Desde a última segunda-feira (21), todos estão acomodados em um pequeno espaço as margens da CE 085. No local funcionava um bar e foi cedido temporariamente pela proprietária, que se solidarizou com a situação vivida pela família. 


De acordo com o professor Lira Dutra, o que falta é o material para que Irene Margarida realize o sonho de ter uma casa de alvenaria. Moradores do bairro se comprometeram em ajudar com a mão de obra e o imóvel seria construído em regime de mutirão. "Na comunidade todos são pobres e não tem condições financeiras de colaborar, mas alguns se comprometeram em trabalhar de graça para erguer a casa e oferecer uma moradia digna para essa senhora. Mas para que isso aconteça precisamos da doação dos materiais por parte das pessoas de bom coração", disse o docente.

Maiores informações: 
Líder comunitária Isabel - (88) 999.413213 
Professor Lira Dutra - (88) 999.420938 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
Agradeço pelo comentário.
Sua participações é importante para nosso trabalho Granja Ceará.
Obrigado!

*Comentários anônimos poderão ser recusados/excluídos. Por isso use sempre nome e e-mail válido para comentar.

Não faça comentários de cunho preconceituoso, respeite os Direitos Humanos.