segunda-feira, 23 de abril de 2007

HISTORIETAS DE SEGUNDA-FEIRA

CAMINHADA
por: José XAvier Filho

Ela parece uma gazela ao caminhar pela borda pintada de amarelo do calçadão. Não obedece às "leis de trânsito", pois tanto na ida quanto na volta ela vai por ali. Seu cabelo é solto e ela usa um boné de pala grande contra o sol inclemente; veste uns shortinhos discretos e camisetas que sugerem ter estado em Noviorque. Traz preso a um dos braços um radinho ou um medidor de alguma coisa. Será de batimentos cardíacos? Caminha com um passo mais apressado que o dele de tal sorte que se cruzam por três vezes durante a caminhada de uma hora. Ele tem, por isso, oportunidade de examiná-la nos mínimos detalhes. O caminhar apressado de uma corça salienta seu rosto de miss, seu busto firme e uma bundinha de anjo barroco. Ela chama a atenção de todos - homens e mulheres. Nunca trocou um olhar com ele, pudera! Ela é a garota mais bonita que caminha no calçadão.


Veja a coleção dessas historietas e mais as da série Povo da Malhadinha
http://jxavierfilho.blogspot.com/

sexta-feira, 13 de abril de 2007

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS (28/3/2007)
fonte: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=418664
Audiência debate corte de benefícios do INSS

Edmar Albuquerque, defensor público de Granja, acompanha alguns portadores de necessidades especiais que tiveram o benefício cancelado pelo INSS (Foto: Divulgação)
Portadores de necessidades especiais tiveram benefícios do INSS suspensos no município de GranjaGranja. Aconteceu, ontem, audiência pública para discutir as suspensões do pagamento do Benefício Assistencial ao Idoso e ao Deficiente, do programa de transferência direta de recursos do governo federal. O corte no pagamento aconteceu por ocasião da primeira revisão do benefícios, feita entre outubro e novembro de 2006, e atingiu 20% dos 5.163 beneficiados revistos.Na ocasião, foram buscadas, também, alternativas para melhorar a qualidade de vida do portador de necessidades especiais, oportunidades profissionais, medicamentos gratuitos, acompanhamento psiquiátrico e programas de lazer.Da audiência pública, convocada pela Defensoria Pública da comarca de Granja, participaram o procurador-chefe da Procuradoria Federal Especializada (PFE/INSS-Sobral), Paulo Henrique Leite Gonçalves, além de equipe técnica, peritos e diversos órgãos locais.De acordo com o defensor público do Estado, Edmar Lopes Albuquerque, os cortes estão causando sérias necessidades aos assistidos. “Muitos recebiam o benefício por mais de uma década, era a única fonte de renda para manutenção própria e da família. São pessoas carentes, desprovidas de mínima educação escolar, com graves deficiências ou transtornos, físicos ou mentais, irreversíveis em sua maioria, e que tiveram benefícios suspensos”.Ele destacou, também, que a audiência objetiva estabelecer competências de diversas entidades. “A Delegacia do Trabalho, por exemplo, fiscaliza para assegurar o cumprimento da cota mínima e das condições de trabalho, sob pena de multa. O Centro de Atenção Psicossocial (Caps) prescreve medicação e o poder público, do município ou do Estado, deve fornecer medicamento e tratamento. Mas não basta receber o benefício, é preciso assegurar a auto-estima dessas pessoas”.A Previdência Social oferece 10 modalidades de benefícios, além da aposentadoria. O benefício assistencial ao idoso e ao deficiente é destinado a pessoas sem condições financeiras de contribuir para a Previdência Social. Têm direito ao amparo assistencial, idosos a partir de 65 anos de idade, que não exerçam atividade remunerada, e portadores de deficiência incapacitados para trabalho e vida independente.CritériosPara ter direito ao benefício é preciso comprovar renda mensal “per capita” inferior a um quarto do salário mínimo, hoje equivalente a R$ 87,50. Além disso, a pessoa não pode ser filiada a um regime de previdência social nem receber benefício público de espécie alguma. Para cálculo da renda familiar é considerado o número de pessoas na mesma casa: cônjuge, companheiro, pais, filhos (inclusive enteados e tutelados menores de idade) e irmãos não emancipados, menores de 21 anos e inválidos.O benefício assistencial pode ser pago a mais de um membro da família desde que comprovadas as condições exigidas. Nesse caso, o valor do benefício concedido anteriormente será incluído no cálculo da renda familiar. O benefício deixará de ser pago quando houver recuperação da capacidade para trabalho ou quando a pessoa morrer. O benefício assistencial é intransferível e, portanto, não gera pensão aos dependentes.A gerente executiva do INSS, em exercício, no município de Sobral, Jacqueline Mont’Alverne Silva, informou que a jurisdição abrange 11 agências da Previdência Social e atende a demanda de 69 municípios. Segundo Jacqueline, dos 5.163 benefícios revistos até agora, foram suspensos cerca de 20%. A indicação para a revisão dos benefícios é feita através das Secretarias de Estado da Assistência Social, que emite laudo técnico para o INSS. “Os segurados que tiveram benefícios suspensos pela revisão estão sendo convocados, por correspondência, para se submeterem à avaliação por meio da junta médica, nas unidades do INSS, onde seus benefícios estavam sendo mantidos, para a confirmação do direito ou não, ao recurso”.

NATERCIA ROCHA
Repórter

Mais informações:
Fórum da Comarca de Granja
(88) 3624.1347

terça-feira, 10 de abril de 2007

HISTORIETAS DE SEGUNDA-FEIRA

O Talzinho
por José Xavier Filho

-Este criança ser descendente de Neandertal!

Foi isto que disse o sueco quando viu o menino, encontrado na "Piedra del Padre" em Barinas, nos Andes venezuelanos. Ele foi criado por Dona Emerenciana, mulher do Coronel, sem filhos e rica. Todos o chamavam de “Talzinho”, devido a esse provável parentesco longínquo.
Aos quinze anos Talzinho ganhou o mundo, à procura de alguém como ele. Foi para a capital e logo se relacionou com políticos e fez carreira na atividade. Certo dia encontrou uma jovem parecida com ele e logo estavam namorando e cedo casaram. Talzinho resolveu voltar para sua cidade. Mal chegando lá, percebeu um grande movimento político ao qual aderiu: fazia discursos inflamados contra tudo e todos e comprou muitos votos. Elegeu-se alcaide na primeira eleição. Quando seu mandato estava chegando ao fim ele soube que não poderia concorrer a um próximo. Acontece que, dias antes do registro das candidaturas, depois de grande porre, Talzinho morre de um enfarte fulminante. Todo o povo chorou, pois que já o adorava. Após alguns poucos dias, Talzinho reaparece e candidata-se de novo. É eleito por uma grande maioria e governa por mais quatro anos. A mesma história se repete pelos próximos nove pleitos. Sem falhar, Talzinho "morre" ao chegar perto de cada eleição e “ressuscita” para concorrer e ganhar mais um mandato. Dizem os conhecidos que ainda hoje Talzinho reina nos montes nevados de sua terra.

Para uma versão ampliada desta historieta vá para:
http://jxavierfilho.blogspot.com/

sexta-feira, 6 de abril de 2007

A Estação Ferroviária da Granja
por: Lira Dutra
A estação foi construida junto a estrada de ferro Camocim- Sobral e, no auge da passagem do trem, era um local muito movimentado, nos fins de tarde as moças e os rapazes se arrumaram todinhos só para esperar o trem e fazer amizades e namorarem (depoimentos de pessoas da epoca).

Para que está servindo a estação hoje?
Como mostra a foto ao lado, hoje a estação serve de oficina e de abrigo para familias sem moradia.
Algum comentário sobre o seu estado atual.
Onde está o carro é uma oficina mista, conserta geladeiras e automoveis, no salão central mora uma familia sem abrigo, que alterou a estrutura interna do prédio. Dar para observar na foto que o estado do prédio é precario, o telhado está danificado, a calçada (onde tem o carro) foi quebrada, as portas estão em pessimo condições.
"A cerimônia de sua inauguração, presidida pelo Coronel Zeferino Gil Peres da Mota, então Presidente da Câmara Municipal de Granja, ocorreu na manhã de 15 de janeiro de 1881, quando aquela autoridade a declarou oficialmente aberta ao público; nessa ocasião aí chegou um trem, conduzindo autoridades e pessoas gradas de Camocim, cuja estação também acabara de ser inaugurada. O transporte ferroviário teve grande importância em nosso país em virtude do baixo preço das passagens. Quando a estrada de ferro foi desativada na década de 1980, o imóvel funcionou como Estação Rodoviária Quincas Oliveira, em homenagem a Joaquim Pereira de Oliveira Neto, um dos fundadores de um grêmio literário de Granja no segundo decênio do século XX. A Estação Ferroviária sofreu algumas modificações e se encontra em péssimo estado de conservação, mostrando sua arquitetura muitas influências das construções ferroviárias inglesas do século XIX."fonte: Sistema de Informação Cultural-SECULT

Links com assunto sobre a estação Ferroviária da Granja.
Clique na imagem e obtenha mais informações
http://www.estacoesferroviarias.com.br/ce_sobral/granja.htm

clique aqui e tenha mais informações
Posted by Picasa