Comparando números

ilustração/google
É bom que o povo analise dois modelos opostos, para poder tomar a decisão acertada por ocasião da eleição, não deixando de comparar os números de cada grupo que governou o País por oito anos, ambos na vigência do Plano Real, o qual foi implantado pelo governo de Itamar Franco, para o controle da inflação e que equiparava o Real ao Dólar, ou seja: 1R$=1U$A.

Tudo bem, FHC conseguiu controlar a inflação, porém, escancarou as nossas contas ao FMI que a cada dois meses nos ditava as medidas econômicas, entre elas as privatizações do patrimônio público, mandando arrochar salários, chegando aquele governo a chamar o aposentado de vagabundo, suspender os investimentos de infra-estrutura em todos os setores da economia, ao ponto de ocasionar o apagão elétrico e de haver greves sucessivas nas Universidades Federais, porque a prioridade era acumular reservas cambias para a amortização da nossa dívida externa, culminando com a grande arte de mexer na política cambial, promovendo a maxidesvalorização do Real e elevação das taxas de juros, causando aumento da dívida externa, que somente de 95 a 99 deu um salto de US$ 153bi para 241bi, beneficiando o esquema fraudulento dos mega-especuladores, a exemplo de Cacciola, o qual depois de encher os bolsos de milhões de dólares, fugiu para a Itália. Muitos têm saudades daquele tempo em que a roubalheira era acobertada e os corruptos protegidos. Catorze CPIs foram sufocadas.

Quando o Lula assumiu o governo, as rodovias em todo o Brasil era uma buraqueira só e as desigualdades regionais eram gritantes. A fuga de capitais era enorme, com o Risco Brasil atingindo a marca dos 2.700 pontos, reduzida no governo Lula, para 200 pontos.

O Lula teve a coragem de tomar decisões que FHC não quis tomar. Assim, o Lula, pagou a dívida externa, ordenando que os Técnicos de FMI nos deixasse trabalhar. Tratou de reduzir as desigualdades regionais, criando o Bolsa Família, como também o PAC que é o maior programa do País em criação de emprego e renda, com investimentos de infra-estrutura em abastecimento d’água, irrigação, construção de ferrovias e de hidrelétricas e duplicação de rodovias e também na construção das UPAs e hospitais, apesar dos senadores da oposição terem derrubado a CPMF.

O Senador Sérgio Guerra, declarou na Veja de Dezembro de 2009, que se o PSDB ganhar a eleição, o PAC será extinto, porque é eleitoreiro. Isto implica em acabar com a transposição do Rio São Francisco, a qual não é eleitoreira, mas de grande alcance social, pois vem melhorar as condições de vida de 12 milhões de nordestinos, proporcionando emprego e renda ao povo do semi-árido que trabalha no campo produzindo alimentos, resultado concreto no combate à fome e ao êxodo rural.

Espero que o povo pense, para que o Brasil não ande para trás, não retome as privatizações entreguistas, nem acabe com o PAC, nem com a Transposição do Rio São Francisco e que se mantenha a redução das desigualdades regionais, com a distribuição justa e igualitária dos royalties do Pré-Sal.

Antônio Alfredo Coelho Beviláqua
Economista

Comentários

  1. Prezado Lira Dutra,
    Mais uma informação para o povo analisar:
    Serra rezando na Basílica de São Francisco em Canindé
    Os fariseus gostam de aparecer e sempre ocupam os primeiros lugares nas sinagogas, ou melhor na igreja, fingindo que são do bem. Tendo a mesma postura, sobre o episódio ocorrido na Basílica de São Francisco em Canindé/CE, os personagens Serra e Tasso ocuparam os bancos da frente, enquanto a militância paga distribuía panfletos na Igreja e nos seus arredores, difamando Dilma, dizendo que ela apoiava a guerrilha das FARCs e era favorável ao aborto. O padre que presidia a celebração da Santa Missa, frei Francisco Gonçalves, do convento de Pesqueira, vendo o alvoroço que se formou em torno daqueles fariseus, os quais procuravam desviar o foco das atenções para eles, repreendeu a todos, dizendo que a Igreja não é lugar de se fazer política, mas sim de escutar a Palavra de Deus e de adorar o Senhor Jesus na Santa Eucaristia. Sentindo-se ofendidos, aqueles tucanos saíram bicando pra todo lado, foram discutir com o padre, dizendo que o padre era petista e que trazia problemas para a Igreja. Serra hoje, diz que é a favor da vida e contra o aborto, mas em 1998, quando ele era Ministro da Saúde, o qual manipulava vultosos recursos oriundos da CPMF, ele assinou norma técnica para o SUS (Sistema Único de Saúde), ordenando regras para fazer abortos previstos em lei, até o 5º mês de gravidez. Dá para acreditar num candidato deste que somente agora é o mais religioso e santo de todos? Eles só vieram extinguir a CPMF, no governo Lula, para prejudicá-lo. Difamando Dilma Rousseff, ele agora prega que é do bem. Dilma é que é do mal.
    Alfredo Beviláqua

    ResponderExcluir
  2. Engraçado que a Sr. Dilma é muita religiosa, e para prova ela foi a prestigiar a festa de Nossa Senhora da Aparecida em SP.
    Os candidatos são apenas dois: Serra e Dilma, Serra conheço de anos agora Dilma não...
    E tenho certeza que mais da metade dos brasileiros não sabem nem quem é Dilma tão vontado que nem gado.

    ResponderExcluir
  3. LULA MERECE TANTO A CONFIANÇA DO NOSSO POVO,QUE SÓ POR DILMA SER A INDICADA POR ELE PARA O CARGO, JÁ MERECE O NOSSO VOTO .LULA NÃO PERTENCE Á ESPÉCIE DOS TRAIRAS , AO CONTRÁRIO DE SERRA QUE TEVE PAPEL PROTAGONISTA NAS PRIVATIZAÇÕES DO NEFASTO GOVERNO FHC.

    ResponderExcluir
  4. DIA 3i de outubro, com qualquer tipo de música ,Serra vai dançar, vai.

    ResponderExcluir
  5. se por muita desgraça o Serra fosse eleito, passariamos a ser tratados no exterior como uma república das bolinhas.

    ResponderExcluir
  6. ACHO MELHOR A GLOBO,DEPOIS DO SEGUNDO TURNO, LEVAR LOGO SERRA PARA O ZORRA TOTAL.ele é canastrão , mas para isto ele serve.

    ResponderExcluir
  7. A candidata Dilma foi a Aparecida, atendendo convite do Sr. Arcebispo, como o Serra foi convidado e foi também. Se a Dilma não tivesse atendido ao convite, com certeza, os seus difamadores estariam acusando de ser herege e matadora de criancinhas. Agora o Serra foi a Canindé, mas para fazer proselitismo político, aparecendo como devoto de São Francisco, tentando enganar o Brasil inteiro, pousando de religioso para aparecer na gravação para o horário eleitoral como tivesse uma grande aceitação entre os romeiros nordestinos, gravação feita na Igreja. Cadê a sua religiosidade? Por que ele não respeitou a Santa Missa que estava sendo celebrada? O padre agiu certo em chamar a atenção daqueles fariseus. Se fosse Jesus, teria expulsado eles do templo. O anônimo disse que só conhece Serra. Eu também conheço o Serra que não sabe o que quer. Enganou os eleitores paulistanos, quando foi eleito para a prefeitura de São Paulo, mas com o olho grande, abandonou o cargo que lhe foi confiado para disputar o governo de São Paulo. Enganou também os eleitores paulistas, quando foi para o governo e abandonou também para ser presidente, também com olho grande, tomando a indicação de Aécio Neves e deixando um rombo enorme no governo do Estado de São Paulo para ser tapado pelo seu mui amigo Geraldo Alckmin. Aliás, o Serra, tem mesmo o olho grande. Se ele tivesse deixado o Aécio Neves se candidatar, o resultado da eleição seria outro.
    Alfredo Beviláqua

    ResponderExcluir
  8. fgefilhos


    Por gentileza onde foi que você viu que a Dilma foi convidada a ir a Aparecida? Me passe o link.
    Grato.

    ResponderExcluir
  9. Os jornais noticiaram que Dom Damasceno, Arcebispo de Aparecida enviou convite para os dois canditos: Serra e Dilma. Ambos atenderam ao convite e foram ao Santuário, no dia 12 de Outubro, em horários distintos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Olá!
Agradeço pelo comentário.
Sua participações é importante para nosso trabalho Granja Ceará.
Obrigado!

*Comentários anônimos poderão ser recusados/excluídos. Por isso use sempre nome e e-mail válido para comentar.

Não faça comentários de cunho preconceituoso, respeite os Direitos Humanos.

Mais acessadas