sábado, 31 de julho de 2010

Instituto José Xavier vira tema de monografia

Imagem/blog J Xavier Filho
O IJX foi escolhido como tema para monografias de término de curso por estudantes universitários de Sobral.

Francisco Antônio Carvalho, graduado em História pela Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, escolheu como tema de sua monografia “Instituto José Xavier e sua Importância na Cultura Granjense”. Ele teve a Professora Umbelina Rocha Veras como orientadora. Já a estudante do curso de história da Faculdade de Tecnologia Darcy Ribeiro, Antônia Márcia Carvalho da Costa buscou compreender as “Contribuições e Significados do Instituto José Xavier para o Ensino da História Local Granja – CE”. Antônia Márcia teve a Professora Virgínia Holanda como orientadora. As monografias agora fazem parte do acervo da Biblioteca José Xavier e serão usadas como fonte de pesquisa.
extraído de: http://www.institutojosexavier.com.br

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Tem coisa que só o EdPassos faz pra você...

Postei aqui um e-mail que traduziu os filmes para o cearês. O parceiro EdPassos (http://edpassos.blogspot.com) foi mais longe e traduziu os filmes para o granjês, novo dialeto da velha macaboqueira. Ficou muito engraçado. Tom, artista granjense, e eu quase morremos de rir! Veja a postagem abaixo:

Os filmes traduzidos em granjês.



O sexto sentido = Rua 14
Velocidade Máxima = Puxa 100
Corra que a polícia vem aí = Espere mais um pouco, ainda foram em Camocim fazer o B.O.!
A lista de Schindler = Cadastro Único.
A Espera de um milagre = Prédios Históricos
O Exorcista = Domiguinho
Esqueceram de mim = Comunidade do Mocozal
Beleza Americana = Raposa
Os imperdoáveis = Os ex-prefeitos
Carruagens de fogo = Trator do lixo
Golpe de mestre = Salário dos funcionários públicos
O homem que não vendeu sua alma = Zanoi
A um passo da eternidade = Esmerino Arruda
O maior espetáculo da Terra = Paixão de Cristo
Sinfonia de Paris = Banda Santa Cecília
Sociedade dos Poetas Mortos = Lívio Barreto e Luis Sá.
A grande Ilusão = CEO (Centro de Especialidades Odontológicas)
A luz é para todos = Creative
A rosa da esperança = A vereadora
... E o vento levou = Filarmônica e Cine Orion
Onde os fracos não tem vez = Boca do Acre
Crash – no limite = Ponte Metálica
Um estranho no ninho = Shopping
Táxi driver = Cuscuz táxi
fonte:http://edpassos.blogspot.com/2010/07/os-filmes-traduzidos-em-granjes.html

Uma rodoviária por amor de Deus!

Desinteresse Público municipal em construir um terminal rodoviário

Após a Guanabara e a Gontijo, a empresa rodoviária Redenção começou a fazer rotas passando por Granja. No entanto, a cidade com seus mais de 150 anos de emancipação e com muitas estradas de saída para lugares turísticos como as praias e a serra da Ibiapaba, ainda não teve uma administração pública que construísse uma rodoviária para abrigar quem embarca e desembarca na cidade, bem como melhorar a infra-estrutura.

A falta de rodoviária na cidade causa um desconforto imenso. Na época das chuvas o passageiro se molha para entrar e sair do ônibus e a compra das passagens é um fato desagradável.

Quem quer comprar passagem daqui para Fortaleza e se quiser ir na Guanabara, tem que comprar no local que fica na rua Francisco Sousa, esquina com a rua Tiago Ribas (foto acima), onde era a venda de passagens da Ipu Brasília. Mas se na Guanabara não tiver mais passagem, como sempre ocorre, o cidadão tem que ir na padaria do Ademar (na rua Olavo Oliveira) para obter a passagem e viajar pela empresa Redenção.

Já quem quer viajar para o Piauí ou Maranhão tem que ir no Bar do Kintura (foto acima), que fica próximo à subestação. E na hora do embarque, o passageiro tem que invadir o asfalto movimentado para subir no ônibus, e ficar de olho para um carro não vir e atropelar.

Em Granja passa o ônibus da empresa Gontijo, que faz rota para a serra da Ibiapaba e para Camocim, e que não faz parada em Granja. E se tivesse o terminal rodoviário (como na foto acima), a empresa poderia vender seus bilhetes e atender a quem deseja ir para a região da Ibiapaba.

Francisco Cesar Saldanha/Parazinet

Caiu no meu e-mail: Filmes no cearês - 1ª parte

Essa é muito boa, mesmo!
E se os filmes fossem traduzidos pro "cearês" ?

Velocidade máxima ----AVUADO !

Os bons companheiros ---Os cumpadi !

O paizão --- O corno réi !

Eu, a patroa e as crianças --- Eu, a muié e os bruguelin !

A morte pede carona --- Arriégua maxo, tú vai papocá ó !

Ghost --- Visage !

O poderoso chefão ---Cid Gome.

O exorcista --- Arreda coisa ruim!

Táxi driver --- O véi do táxi.

Corra que a polícia vem aí ---Sebo nas canela q lá rem o ronda !

Sâmia Ribeiro

quarta-feira, 28 de julho de 2010

O exemplo vem dos vizinhos

Através da campanha Patrimônio Ameaçado, iniciada aqui no blogue Granja Ceará, tenho defendido a necessidade urgentíssima de se valorizar e preservar nosso Patrimônio Cultural, estimulando a Educação Patrimonial e geração renda com a beleza histórica e arquitetônica dos casarões granjenses. E ainda tem gente que não acredita. É aí onde entra a postagem abaixo do amigo blogueiro Tadeu Nogueira, do Camocim Online, sobre a nossa vizinha Viçosa do Ceará que dar um exemplo de valorização da memória arquitetônica de seu povo.

PRÉDIO DA CÂMARA DE VIÇOSA DO CEARÁ ENCANTA PELA ARQUITETURA E ACESSIBILIDADE

Imagem/ Tadeu Nogueira
Um prédio histórico, com acessibilidade para portadores de deficiência, localizado em uma das cidades mais belas do Ceará. Tudo isso está estampado na foto ao lado. O prédio em questão chama-se Palácio Monsenhor Carneiro e abriga a Câmara de Vereadores de Viçosa do Ceará, cidade histórica, com cerca de 57 mil habitantes, localizada a 92 Km de Camocim, a 740 metros de altitude, com clima médio em torno de 20°. Em Viçosa, os casarões são tombados pelo IPHAN, na teoria e na prática. A preservação é visível. 

terça-feira, 27 de julho de 2010

Um Computador por Aluno. Que bom!

Ontem eu discutia com meus alunos sobre a tal da inclusão digital. Demonstrava as possibilidades dos alunos da rede publica de ensino adquirem um notebook, a maioria discordou. Agora fico feliz ao lê a matéria abaixo(publicada no dia 27/jul/2010 na Agência Brasil), pois o sonho dos meus alunos teclar em seu próprio computador está a um palmo de gato.
Alunos da EEFM Cel. Luiz Felipe no laboratório de informatica. Imagem/Lira Dutra


Decreto regulamenta o Programa Um Computador por Aluno


 Brasília - O governo publicou hoje (27), no Diário Oficial da União, decreto que regulamenta o Programa Um Computador por Aluno (Prouca) e detalha as regras para compra dos equipamentos, com o Regime Especial de Aquisição de Computadores para Uso Educacional (Recompe). O programa já funciona de forma experimental desde 2008.

A compra será feita por licitação. O decreto prevê que as especificações técnicas dos equipamentos serão definidas pelos ministérios da Educação e da Fazenda, que também poderão determinar preço mínimo e máximo para os computadores. Na última licitação, o preço pago pelo governo por laptop foi R$ 550. De acordo com o MEC, o edital deve ser lançado em até três semanas.

Terão prioridade equipamentos que utilizem software livre e de código aberto, sem custos de licenças. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai oferecer uma linha de crédito de R$ 660 milhões para que estados e municípios comprem os laptops.

O Recompe prevê isenção de Imposto sobre Produto Industrializado (IPI), PIS/Pasep, Cofins, Imposto de Importação e da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para o vencedor da licitação.

Até agora, o governo comprou 150 mil computadores, que devem ser distribuídos a 300 escolas da rede pública até o fim de 2010. Os atuais computadores têm 512 megabytes de memória, tela de cristal líquido de sete polegadas, bateria com autonomia mínima de três horas e peso de 1,5 quilo.

Patrimônio Ameaçado: demolição de casa na Pessoa Anta

Não é de hoje que tenho denunciado a destruição dos casarões antigo da cidade de Granja. Muitos são demolidos para abrigar estabelecimentos comerciais, uma visão totalmente errônea de que é preciso destruir para construir. Essa tipo de pensamento não encontra espaço na realidade, outro dia estive em Viçosa do Ceará e percebi diversos casarões abrigando os mais diferentes estabelecimentos comerciais, desde o bar da esquina ao restaurante, sem causar prejuízo aos proprietários.

Deixo aqui meu apelo aos comerciantes e empresários do município de Granja/CE: não destruam nosso Patrimônio Material, estudem sobre marketing cultural e perceberão que ao agregar valor histórico-cultural à sua marca e ou produto fará a diferença.

Na foto abaixo vemos a demolição de uma casa antiga, próximo ao prédio da Casa de Cultura.



Por que as empresas fazem marketing cultural?
Ele vem ganhando força no meio empresarial porque apresenta soluções relativamente baratas a três novas exigências do mercado: 1) necessidade de diferenciação das marcas; 2) diversificação do mix de comunicação das empresas para melhor atingir seu público; e 3) necessidade das empresas se posicionarem como socialmente responsáveis. Ao patrocinar um projeto cultural a empresa se diferencia das demais a partir do momento em que toma para si determinados valores relativos àquele projeto (por exemplo tradição, modernidade, competência, criatividade, popularidade etc.). Também amplia a forma como se comunica com seu público alvo e mostra para a sociedade que não está encastelada em torno da sua lucratividade e de seus negócios. fonte: http://www.marketingcultural.com.br

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Vídeo mostra momentos após garoto morrer baleado por policial

Vídeo, gravado por telefone celular, mostrar momentos da morte de adolescente baleado na cabeça por policial do Ronda do Quarteirão em Fortaleza, Ceará.



O vídeo foi enviado ao Portal Verdes Mares http://verdesmares.globo.com/v3/canais/noticias.asp?codigo=296764&modulo=183

Enterrado cidadão granjense vitima de acidente automobilístico


Fusca do acidente. Imagem/Camocim Online
Foi enterrado hoje o corpo do cidadão granjense José Mauricio Lopes, que faleceu ontem, domingo (25/jul/2010) num acidente automobilístico. A fatalidade aconteceu na rodovia Barroquinha-Chaval, no trecho da localidade de Mucambo. José Mauricio Lopes dirigiu um fusca que colidiu frontalmente com uma caminhonete D-20.

Segundo informações do blogue Camocim Online (http://camocimonline.blogspot.com), os dois carros encontram-se na Delegacia Regional de Polícia Civil de Camocim e as autoridades aguardam melhora no quadro clínicos dos demais feridos para iniciar o procedimento policial que apurará as causas do acidente.
Caminhonete do acidente. Imagem/Camocim Online

Agenda Cultural: semana de festivais

III Festival Gastronômico Tesouros do Mar
Dia 31(sábado) a cidade de Camocim realiza o III Festival Gastronômico, exposição de artesanato, comidas típicas e show com a Banda Dona Zefinha estão previstos.
Programação: http://camocimturismo.com.br






Festival Música na Ibiapaba
Realizado todo os anos em Viçosa do Ceará o evento é um dos maiores do Estado. O festival começou no dia 24 (sábado) e vai até o dia 31 de julho.
Programação:www.dragaodomar.org.br/festivalibiapaba

domingo, 25 de julho de 2010

Granja marca presença na Ibiapaba

Começou, sábado (24/jul/2010) o Festival Música na Ibiapaba, um dos maiores festivais do Ceará. E este ano, graças aos esforços da Artgran (Associação dos/as Artistas Granjenses) o município de Granja marca forte presença no evento, com jovens famintos pela arte musical.

Neucleber Guarinho e João Guarinho, ambos da Escola Primeiros Arcodes, Lidimar Rodrigues, e as meninas da Banda JTEP (Joelma, Tinhinha, Eliana e Patricia) estão fazendo bonito no festival. Mais não para por aí, o publico infanto-juvenil também tem lugar marcado no evento, e comprovando que o granjense tem gosto pela a música ao nascer, Allyson Nascimento e 
Iris Rodrigues participam das oficinas de Leitura Musical e Ceará Plural - Manifestações Cênicas/musicais da Cultura, respectivamente. Os participantes ficarão de mala e cuia até o dia 31 de julho em Viçosa do Ceará, cidade sede do evento.




Grupo artistas da Artgran em Viçosa do Ceará, logo após credenciamento no Festival Música na Ibiapaba 2010.
Os participantes repassarão na forma de oficinas, palestras e workshop tudo que aprenderem no festival. Essa contrapartida social permitirá que outros jovens tenham acesso à cultura, além de fortalecer o protagonismo cultural na cidade.

O blog Granja Ceará e a Artgran realizaram uma campanha na internet, via o sistema Vakinha, para arrecadar recursos para custeio de despesas dos artistas, pois muitos não dispõem de renda fixa. Depois de muito trabalho e não na cara, hoje temos a certeza que fizemos um pouquinho por uma Granja melhor. Afinal, quem quer faz a coisa acontecer, não arruma desculpas para o fracasso.

Para apoiar ou se associar à Associação dos/as Artistas Granjenses - Artgran

falar com Lira Dutra:  liradutra@gmail.com 


O festival
Festival Música na Ibiapaba é uma realização do Instituto de Arte e Cultura do Ceará – IACC/Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. O encontro da música com a bela natureza da Serra Grande, contempla a rica diversidade de expressão da música brasileira popular, numa celebração que transformará mais uma vez a região em um laboratório vivo para vozes e instrumentos veiculadores dessa arte universal.
Mais em http://www.dragaodomar.org.br/festivalibiapaba/

ORIGEM DOS FONTENELE

Por: NONATO ADIODATO

ilustração/ brasão
Os FONTENELE constituem uma família única no país. Originada a partir de JEAN FONTENELE, engenheiro de Minas, nascido em Melun, na França, e que veio para o Brasil em 1750 integrando uma comissão da ordem da Corte de Portugal, atendendo solicitação do Padre José da Rocha, para pesquisar ouro e prata na serra da Ibiapaba. Fixando-se na aldeia de Viçosa, Jean casou-se com Umbilina Maria de Jesus, filha de Manoel Gonçalves Rodrigues. Deste casamento proveio a numerosa família. São seus filhos: Felipe Benício Fontenele; Rosa Maria Fontenele; Guilherme Fontenele; Agapita Fontenele; Paulo Fontenele; João Damasceno Fontenele; Plácido Fontenele; Ludovica Fontenele e Amaro Fontenele.

Jean Fontenele faleceu no dia 08 de dezembro de 1809, numa sexta-feira, e coincidentemente sua mulher Umbilina faleceu onze anos depois, também no dia 08 de dezembro de 1820, numa sexta-feira. Ambos estão sepultados na Igreja Matriz de Viçosa. Em Ipueiras, os FONTENELE aqui se estabeleceram quando da criação do município, trabalharam, casaram e constituíram família, ajudando a fazer o desenvolvimento espiritual, cultural e econômico desta terra.

BODEGA - AMEAÇADA DE EXTINÇÃO

por: Nonato Adiodato

O Bodegueiro e a Freguesia
                                   Nonato Adiodato

Dentre todas profissões
Divertida é a do bodegueiro
Acorda antes do Sol
Com a batida do padeiro
E já pisa na calçada
Um coitado biriteiro

E vai se fazendo fila
Todo tipo de freguês
Alguns compram a vista
Outros pagam por mês
Cada qual tem um jeito
Há quem engane de vez

A vida do bodegueiro
E uma boa rotina
Com um freguês se aprende
E pra o outro ensina
É na bodega que se assiste
Todo tipo de disciplina

A bodega é um shoping
O bodegueiro é eficiente
O que se procura tem
Todos andares num só ambiente
De manhã até a noite
Se atende muita gente

Os supermercados tentam
Só não ganham a concorrência
O freguês é bem fiel
Não se ilude por aparência
Melhor é o pé de balcão
Que se tem boa referência

A bodega é a casa do povo
Lugar de muita diversão
Lá se vende e compra tudo
Desde a carne até o carvão
É um shoping popular
Atende o empregado e o patrão
O ambiente é simples
Mas bem confortado
Tem alguns tamboretes
Todo mundo sentado
Às vezes tem até tucuns
Quem quiser fica deitado

Quem chega bem cedinho
Vai-lhe servindo o café
O bodegueiro oferece
Tudo que ele tiver
O freguês serve-se
De tudo o que quiser

Na bodega tudo é fácil
Nada de burocracia
Diferente de um banco
Que em ninguém confia
Pois se pedirem empréstimo
O gerente pede garantia

E o banco não perdoa
Nenhuma inadimplência
No caso da bodega
O dono tem paciência
Não vai cobrar o pobre
Pois lhe dói na consciência

Porque para Deus empresta
Quem se compadece do pobre
E lhe pagará seu benefício
Não com ouro, prata, ou cobre
Mas terá um tesouro no céu
E na terra será sempre nobre

O bodegueiro de verdade
É mais social que capitalista
Os fregueses trocam dinheiro
Na bodega desse cambista
Que fornece e ajuda o pobre
E ao estranho vende a vista

Se você tem produção
A bodega faz seu preço
Também empresta Real
E mais perto é o endereço
Quando quero fazer negócio
Vou sempre na que conheço

Seja na zona urbana ou rural
A bodega sempre aparece
Todos confiam no bodegueiro
Pois sabem que ele merece
Vende fiado para muitos
Sem exigir o CPF

Sem o pinguço “pedir uma”
Também é bem atendido
Quando chega um mendigo
Lhe é logo oferecido
Comida e água vontade
Sem passar despercebido

O bodegueiro tem muitas funções
Além de comprar e vender
Ele é um agente social
Você precisa saber
Quem é fiel a uma bodega
Tem uma vida pra valer

O bodegueiro tem um transporte
Que se transforma em ambulância
Para quando de madrugada
Adoecer uma criança
Ele financia o remédio
Você tem saúde na infância

Se tem pouco dinheiro
O bodegueiro quebra seu galho
Faz tudo pelo freguês
De mercado ou no retalho
Todo mundo sabe disso
É assim o seu trabalho

Contudo não é reconhecido
Pega o nome de ladrão
Mas isso são os espinhos
Que têm nessa profissão
Trabalho visando lucros
E é um honesto cidadão

Os fregueses debatem política
Futebol e também religião
Só o comerciante é neutro
Sujeito puro de coração
Ajuda a quem precisa
Fora de campanha ou eleição

O seu pensamento é diferente
Por ele ser empreendedor
Tem uma visão mais ampla
De tudo ele é sabedor
Por escutar mais do que fala
E tem freguês até doutor

Os fregueses vão chegando
Do lado de fora balcão
Vem o pescador e suas mentiras
Que pega peixe até de mão
O bodegueiro fica a escutar
E chega um freguês do sertão

Cada freguês da bodega
Bem é um fornecedor
Seja ele um fazendeiro
Ou mesmo agricultor
São amigos do bodegueiro
Como também o jogador

O artesão vem do campo
Trazendo vassoura e peneira,
Corda, chapéu e abano
Vende tudo e faz sua feira
Vai entrando uma senhora
Sendo atendida desta maneira:

Aqui tem o que precisa
A senhora pode escolher
Tudo em alimentos
E também para beber
Material de limpeza
Da qualidade de que se ver

E para a rapaziada
Tem chiclete e bombom
As meninas vêm faceiras
Comprar esmalte e batom
Só se escuta as falas
Aqui tem tudo de bom

Os vendedores são amigos
Para qualquer ocasião
Entre bodegueiro e fornecedor
Não se sabe quem é o patrão
Cada um com seu jeito
De agradar ao irmão

Quando amanhece o dia
Vai chegando muita gente
O bodegueiro bem disposto
Atende prontamente
Seja domingo ou feriado
Ele está no batente

O trabalho do bodegueiro
É sempre duro demais
Mas ele não se cansa
Porque gosta do que faz
Pois sabe das vantagens
Que o trabalho trás

Seja na hora do almoço
O comerciante trabalha
Está sempre no batente
Numa grande batalha
Qualquer hora do dia
O bodegueiro não falha

O bodegueiro psiquiatra
E a bodega seu divã
Quem chega estressado
Volta calminho amanhã
No bate papo com amigos
Como uma pessoa sã

Os problemas familiares
São bastante comentados
Desde o filho rebelde
Desde o filho rebelde
Até relação de casados
Também sobre saúde
Um assunto bem falado

Se pedirem opinião
O bodegueiro é conselheiro
Faz mulher separada
Voltar pro companheiro
Todo tipo de encrenca
Ele acalma bem ligeiro

Chega um bêbado chorando
O bodegueiro vai consolar
Naquele tom de humor
Não precisa se lastimar
Se sua mulher lhe chifrou
É melhor você perdoar

Sempre aparece na bodega
Algum estranho trapaceiro
Querendo levar vantagens
Em cima do bodegueiro
Tentando lhe fraudar
Mas ele é bem cabreiro

Em se tratando de velhacos
O bodegueiro é desconfiado
Ele destingue o semblante
De quem quer levar fiado
Se ele vender é sabendo
Que vai ser enganado

Ele trabalho satisfeito
Sem planger prejuízo
Só espera do amanhã
Alcançar seu regozijo
Suplicando a Deus
A manutenção do juízo

No final deste cordel
O espaço é do poeta
Nomeando nesses versos
A letra que bem completa
Todos conhecem Nonato
O bodegueiro que tem meta

A decisão foi minha
De rimar o bodegueiro
Imitando minha vida
O mais preciso e ligeiro
De tudo que escrevi
A verdade veio primeiro
Tenho que me despedir
O tempo foi passageiro

Concluído no dia do fico do ano 2008
FIM

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Granja: Patrimônio Ameaçado


Não é preciso ser especialista para perceber a beleza dos antigos casarões presentes nas principais ruas da cidade de Granja, assim como as casas de fazendas e de farinha no interior do município. Tais imóveis não são apenas tijolos, pedra e cal, são muito mais do que isso, são testemunhos de fatos e acontecimentos da nossa História. Elementos importantes do Patrimônio Histórico e Cultural Granjense. Não é, também, preciso ser especialista para denunciar o modo degradante com que se vem tratando nossos bens palpáveis e intangíveis, seja por omissão ou desconhecimento do valor artístico-educativo-econômico-social. Como a população pode assegurar o direito aos bens culturais?
Ponte Metálica sobre o Rio Coreaú após a enchente de 2009
O patrimônio material é o conjunto de edifícios, obras de arte, documentos, monumentos, fotos e outros objetos pertencentes a um lugar, são coisas que carregam valor histórico ou sentimental para o povo, permitindo um conhecimento sobre o passado e o presente da cidade. Isso vai desde as casas de farinhas, símbolo da cultura herdada dos índios, a Ponte de Ferro, herança da ferrovia Camocim -Sobral. Registrar, restaurar, valorizar, divulgar e preservar legalmente e na prática o patrimônio cultural granjense é conservar a memória do que fomos e do que somos, fortalecendo a identidade e a auto-estima coletiva da cidade. E fazer isso não é um favor, mas uma obrigação dos/as vereadores/as e Poder Executivo.

A nossa Lei Orgânica não se aprofunda na questão, porém a Constituição Federal estabelece em seu Art. 216, § 1º, que o “Poder Público, com a colaboração da comunidade, promoverá e protegerá o patrimônio cultural brasileiro, por meio de inventários, registros, vigilância, tombamento e desapropriação, e de outras formas de cautelamento e preservação”. O § 4º do mesmo artigo diz que os “danos e ameaças ao patrimônio cultural serão punidos, na forma da lei”. Na condição de cidadão granjense, representante da Associação dos Artistas Granjenses – Artgran e autor da campanha virtual Patrimônio Ameaçado, fundamentado no Art. 216 da nossa Constituição, que apresento as seguintes propostas ao Poder Legislativo e Executivo do município de Granja:

1. Criação de uma Lei Municipal de incentivo à cultura, onde seja formado o Conselho Municipal de Cultura e Conselho Municipal do Patrimônio;
2. Audiência pública para debater a situação do patrimônio cultural.
3. Criação do Fórum Municipal da Cultura;
4. Apoio financeiro para as instituições da sociedade civil organizada que desenvolvam atividades culturais com base nos princípios da Educação Patrimonial;
5. Inventário do patrimônio material do município;
6. Fomentar da geração de renda e empregabilidade focada na econômica da cultura, desenvolvendo o Turismo Cultural;
7. Criação de um museu sobre a História do município de Granja;
8. Incentivos fiscais às pessoas físicas e jurídicas que apóiam projetos culturais;
9. Incentivos para escolas públicas municipais e aos professores que desenvolvam projetos pedagógicos sobre o patrimônio cultural granjense;
10. Contratação de pessoal especializado para elaboração e gestão de projetos culturais;

As propostas acima são necessárias e viáveis, bastando apenas um único ingrediente: vontade política com participação popular. Lembro que algumas dessas propostas já são ações no Instituto José Xavier – IJX, na Associação de Apoio Comunitário de Granja – AACG e no Ponto de Cultura Granja para os Granjenses. Agora cabe a cada granjense, que se diz amar sua terra, a responsabilidade de apresentar e defender soluções para o descaso com nosso Patrimônio Histórico Cultural.

*Professor, presidente da Artgran (Associação dos Artistas Granjenses), autor do blogue Granja Ceará (www.granjaceara.blogspot.com), autor do livro Artesão de Si (poesia) e sócio do IJX (Instituto José Xavier). E-mail liradutra@gmail.com

quinta-feira, 22 de julho de 2010

O poder da propaganda



imagem/google
Duas criancinhas de cinco anos conversam no quarto. O menino pergunta para a menina:

- O que você vai pedir no Dia da Criança?
- Eu vou pedir uma boneca Barbie, e você?
- Eu vou pedir um TAMPAX! - responde o menino
- TAMPAX?! O que é isso?!
- Nem imagino... mas na televisão dizem que com TAMPAX
a gente pode ir á praia todos os dias, andar de bicicleta,
andar a cavalo, dançar, ir ao clube, correr, fazer um montão
de coisas legais, e o melhor... SEM QUE NINGUÉM PERCEBA!

Fonte: recebido por e-mail

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Projeto cria novas perspectivas para agricultores


Sr. Paulo, na colheita de alface orgânica.
Projeto de cultivo protegido, com utilização de energia solar, está mudando a forma de se trabalhar com a agricultura na comunidade Iapara/Vaquejador, no município de Granja/CE. A produção é totalmente orgânica, sem agredir o meio ambiente,  nem a saúde do agricultor.

Os resultados do projeto são muito animadores, não só para o grupo de agricultores participantes do projeto, mais para a comunidade como um todo, que começa a ter novas perspectivas na agricultura. Em entrevista ao blogue Granja Ceará, os participantes disseram que não farão roçado este ano, ao contrario, irão ampliar a área do cultivo irrigado. Para isso já firmaram uma parceria com Associação de Apoio Comunitário de Granja - AACG e buscam novos parceiros locais para fortalecer a comercialização dos produtos orgânicos da agricultura familiar.
Ver. Rosa Helena e o Engenheiro Agrícola Antonio José em visita ao projeto
A vereadora Rosa Helena visitou, no dia 19(segunda-feira), o projeto e tomou conhecimento dos benefícios e sua viabilidade. O projeto é uma parceria da SDA, Instituto Agro Polo, Ematerce, Secretaria Municipal da Agricultura e Associação da comunidade Iapara/Vaquejador. Os resultados do projeto só prova aquilo que nos é de conhecimento, ou seja, Granja tem um grande potencial agrícola, mas é preciso que haja planejamento e vontade política para que nossos agricultores não migrem para as periferias da cidade e fiquem passando as mais diversas dificuldades.

imagens: Lira Dutra

terça-feira, 20 de julho de 2010

Artesãs granjenses mostram nossa força em evento


No fim da semana, artesãs do município de Granja/CE mostraram a beleza e a força do artesanato granjense, em especial o produzido pela palha da carnaúba, em um workshop realizado pelo Sebrae na cidade de Camocim/CE. Dona Maria José, artesã tradicional demonstrou a leveza e velocidade na tecelagem do tucum de linho de carnaúba. Veja a reportagem da TV Jangadeiro abaixo:

Simpósio discute as formas de ser granjense



O I Simpósio de Granja: As faces e as formas de ser granjense acabou ontem, o evento que acontecia desde quinta feira, dia 15, encerrou sua programação com três curtas-metragens sobre a cidade (O Último Apito, A Estrada de Ferro e rio da cruz). O encontro contou com abertura de Maria Ximenes (Ponto de Cultura), palestra sobre a história da cidade com José Xavier Filho (IJX) e sobre patrimônio e tombamento com Clewton Nascimento (IPHAN/CE); mini-cursos sobre genealogia como o genealogista granjense Francisco das Chagas, Metodologia e ferramentas de pesquisa sobre a cidade com o sociólogo Vitorino Linhares Filho e Cultura popular e identidade com o historiador Lira Dutra. Além de varias apresentações culturais: recital de poesias, Dança do Bode, flautistas do Ponto de Cultura, Bumba meu boi do mestre João Mocó e repentista. Estes eventos aconteceram nas duas instituições de cultura: Ponto de Cultura Granja para os Granjenses e Instituto José Xavier, com o apoio da Universidade Estadual Vale do Acaraú.


texto: http://edpassos.blogspot.com/2010/07/i-simposio-de-granja-as-faces-e-as.html
imagens: Lira Dutra

domingo, 18 de julho de 2010

Não diga que a emancipação está perdida


O sonho de emancipação política da população dos distritos de Parazinho e Pessoa Anta vai ter que esperar. Pois até agora só os distritos de Timonha, Adrianopolis e Ibuguaçu poderão participar do plebiscito. O motivo de Parazinho e Pessoa Anta terem ficados de fora do ato plebiscitário ainda é obscuro.  E deixou muita gente revoltada e esmorecidas com a falta de interesse das lideranças políticas.

Em Pessoa Anta, uma faixa anônima, espichada na praça da vila de Santa Terezinha, dia 13 de julho de 2010, criticou a falta de interesse político com as seguintes frases: "Bola Murcha engaveta  emancipação do distrito de Pessoa Anta". Segundo o blogue Santa Terezinha Ceará [http://santaterezinhaceara.blogspot.com/2010/07/bola-mucha-engaveta-pedido-de.html], a faixa foi retirada ao meio-dia "pelos seguranças da prefeitura".

O blogue Granja Ceará, tem acompanhado o debate sobre a emancipação dos distritos granjenses, e percebemos a divergência de opiniões e interesses, especialmente políticos, dificultando o processo. À população de Parazinho e Pessoa Anta fica a canção de Raul Seixas, "Veja! Não pense que a canção está perdida"... Sonho de libertação não acabou!

TRE não tem previsão para realizar plebiscito no Interior

Fortaleza A decisão sobre o surgimento de novos municípios no Estado do Ceará ainda é incerta. Por mais que 30 distritos estejam cotados a adquirirem emancipação política, a realização do plebiscito pode não ocorrer no mesmo dia da eleição presidencial. O motivo é simples: o processo encontra-se em julgamento na Procuradoria Regional Eleitoral, como informou o diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Humberto Mota, e não há previsão para o resultado.

De acordo com ele, a Justiça ainda julgará o pedido da Assembleia Legislativa para a realização de plebiscito. E, até o resultado final, é preciso verificar a disponibilidade de urnas para a realização do plebiscito em 30 cidades do Ceará. O Diário do Nordeste visitou os distritos em todas as regiões do Estado e conversou com moradores sobre a emancipação. No Cariri, Vale do Jaguaribe, Inhamuns, Sertão Central, Centro-Sul e na Zona Norte, a opinião dos moradores é a mesma: obter a emancipação será uma forma de garantir melhor administração dos recursos públicos.

De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação do TRE, Carlos Sampaio, é preciso que seja feito um estudo de viabilidade para o transporte de mais urnas, além das que serão utilizadas na eleição. "Não temos condições de informar se o plebiscito será realizado no mesmo dia da eleição porque não chegou ainda nenhum comunicado sobre isso. E o processo não é tão simples assim", diz.

sábado, 17 de julho de 2010

Agricultor mantém planta por 50 anos

A espécie já abrigou até um casamento embaixo de seus galhos

Em Granja, interior do Ceará, foi encontrado um belo exemplo de preservação e amor à natureza: um agricultor adotou uma planta quando ainda era adolescente.

A espécie, conhecida como “mufungo”, já abrigou até um casamento embaixo de seus majestosos galhos, e está perto de completar 50 anos. Além de cultivar a planta, Manoel Adeodato, esse homem do sertão, nunca abandonou os costumes.

Veja a reportagem no site da Verdes Mares: http://tvverdesmares.com.br/cetv1aedicao/agricultor-mantem-planta-por-50-anos

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Prefeito de Mucambo escapa de possível pistolagem?

Descoberto crime encomendado

Um possível caso de pistolagem pode ter sido descoberto pela Polícia Civil de Ibiapina (distante 302Km de Fortaleza). De acordo o depoimento do ex-detento Aristeu Eduardo de Sousa, 41, preso na tarde de quarta-feira (14), ele foi contratado pelo vice-prefeito da cidade de Mucambo, Welliton Paulino Nepomuceno, para matar uma pessoa naquela cidade. Como prêmio pelo "serviço" receberia a quantia de R$ 50 mil.

Em depoimento prestado na delegacia daquela cidade, o vice-prefeito Wellinton Nepomuceno, confirma que esteve no restaurante citado por Eduardo, porém o encontro foi casual. E que ficou surpreso ao receber a notícia de que estava sendo acusado de ter contratado matadores de aluguel para executar o seu correligionário Manuel Ribeiro.

A esposa do vice-prefeito Maria da Conceição Souza Lima, deverá prestar depoimento na tarde hoje (sexta). "Este homem que está preso veio na minha casa, na segunda-feira, a procura do meu marido. Como ele (marido) não se encontrava em casa, ele me puxou pelo braço para dentro de casa e disse que tinha vindo matar o meu marido a mando do prefeito. Ele disse que Manuel Ribeiro lhe contratou por R$ 4 mil".

Extorsão

Para o delegado regional de Tianguá, Anastácio Muniz que deverá prosseguir nas investigações, caso se confirme a versão que será apresentada pela esposa do vice-prefeito não se trata uma tentativa de pistolagem e sim de crime de extorsão. "O suspeito já responde por crime dessa natureza na Comarca de Ibiapina", disse Anastácio.

material completa: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=815023

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Granja realizará plebiscito para emancipação de distritos

A população do município de Granja/CE poderá votar pela emancipação dos distritos de Timonha, Adrianópolis e Ibuguaçu. Pois a Assembleia Legislativa aprovou, hoje, quarta-feira (14/07), 11 decretos legislativos, de autoria da Mesa Diretora, que determinam a realização de consultas plebiscitárias em municípios para emancipação de nove distritos. Entre eles o município de Granja.

Os plebiscitos acontecerão nos seguintes municípios:
Granja para os distritos de Timonha, Adrianópolis e Ibuguaçu.
Aquiraz, para emancipação dos distritos de Camará e João de Castro;
Jaguaribe, para emancipação das localidades de Nova Floresta e Feiticeiro; 
Santa Quitéria, para desmembramento dos distritos de Lisieux, Macaraú, Trapiá e Malhada Grande; 
Crateús para emancipação dos distritos de Monte Nebo, Lagoa das Pedras e Santana; 
Itapipoca para emancipação dos distritos de Cruxati (Betânia), Lagoa das Mercês, Bela Vista, Calugi;
Icó, para emancipação de Lima Campos; 
Russas para os distritos de Flores e Setor Censitário 03 do Distrito de São João de Deus; 
Cascavel, para o distrito de Guanacés;
Missão Velha, para o distrito de Jmacaru,
Acaraú, para o distrito de Aranaú.

PEDRA FURADA DE ITACOLOMY - GRANJA-CE


Itacolomy
Região turística de Granja que tem a pedra furada idêntica a de Jericoacoara. DESPECEBIDA PELA SECRETARIA DE TURISMO DO MUNICIPIO

terça-feira, 13 de julho de 2010

Fazenda mantém engenho de tração animal

Fazenda granjense que cultiva cana-de-açúcar, mantendo o engenho de tração animal, localizada em Caçapoeira.

LULA, O ANALFABETO!

É pouco ou quer mais?

FHC, o farol, o sociólogo, entende tanto de sociologia quanto o ex-governador de São Paulo e candidato, José Serra, entende de economia. Lula, que não entende de sociologia, levou mais 50 milhões de miseráveis e pobres à condição de

consumidores; que não entende de economia, pagou as contas de FHC, zerou a dívida com o FMI e ainda empresta algum aos ricos.

Lula, "o analfabeto", não privatizou as estatais, como fez o FHC, e as fortaleceu, tanto que hoje a Petrobrás é a 2º maior empresa de Petróleo do mundo e caminhando para ser a 1º. Os tucanos, capitaneados pelo FHC e pelos ex-governadores José Serra e Aécio Neves, querem por que querem voltar ao poder, para doarem aos grandes amigos ("Mui Amigos") empresários, o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Petrobrás, Eletrobrás, BNDS, etc...

Lula, o “analfabeto”, que não entende de educação, criou mais escolas e universidades que seus antecessores juntos, e ainda criou o PRÓ-UNI, que leva o filho do pobre à universidade.


*imagem/google
Lula, que não entende de finanças nem de contas públicas, elevou o salário mínimo de 64 para quase 300 dólares, e não quebrou a previdência como queria FHC.

Lula, que não entende de psicologia, levantou o moral da nação e disse que o Brasil está melhor que o mundo. Embora o PIG - Partido da Imprensa Golpista, liderados pela Organizações Globo, Grupo Folha e Grupo Abril que entende de tudo, diga que não.

Lula, que não entende de engenharia, nem de mecânica, nem de nada, reabilitou o Proálcool, acreditou no biodiesel e levou o país à liderança mundial de combustíveis renováveis.

Lula, que não entende de política, mudou os paradigmas mundiais e colocou o Brasil na liderança dos países emergentes, passou a ser respeitado e enterrou o G-8.

Lula, que não entende de política externa nem de conciliação, pois foi sindicalista brucutu, mandou às favas a ALCA, olhou para os parceiros do sul, especialmente para os vizinhos da América Latina, onde exerce liderança absoluta sem ser imperialista.

Lula, que não entende de mulher nem de negro, colocou o primeiro negro no Supremo Tribunal Federal (Ministro Joaquim Barbosa, desmoralizado pelos brancos de olhos azuis), uma mulher no cargo de primeira ministra, e pode fazê-la sua sucessora.

Lula, que não entende de etiqueta, sentou ao lado da rainha e afrontou nossa fidalguia branca de lentes azuis.

Lula, que não entende de desenvolvimento, nunca ouviu falar de Keynes, criou o PAC, antes mesmo que o mundo inteiro dissesse que é hora de o Estado investir, e hoje o PAC é um amortecedor da crise.

Lula, que não entende de crise, mandou baixar o IPI e levou a indústria automobilística a bater recorde de produção e vendas.

Lula, que não entende de português nem de outra língua, tem fluência entre os líderes mundiais, é respeitado e citado entre as pessoas mais poderosas e influentes no mundo atual. Foi eleito o homem do ano de2009, e é favorito para ganhar o Premio Nobel da Paz em 2010.

Lula, que não entende de respeito a seus pares, pois é um brucutu, já tinha empatia e relação direta com Bush - notada até pela imprensa americana - e agora tem a mesma empatia com Obama.

Lula, que não entende nada de sindicato, pois era apenas um agitador, é amigo do tal John Sweeny e entra na Casa Branca com credencial de negociador, lá, nos "States".

Lula, que não entende de geografia, pois não sabe interpretar um mapa, é ator da mudança geopolítica das Américas e do mundo.

Lula, que não entende nada de diplomacia internacional, pois nunca estará preparado, age com sabedoria em todas as frentes e se torna interlocutor universal.

Lula, que não entende nada de história, pois é apenas um locutor de bravatas, faz história e será lembrado por um grande legado, dentro e fora do Brasil.

Lula, que não entende nada de conflitos armados nem de guerra, pois é um pacifista ingênuo, já é cotado pelos Palestinos para dialogar com Israel.

Lula, que não entende nada de nada, de longe é o melhor que todos os outros. Tem uma aprovação popular de quase 85% dos brasileiros. +-170.000.000 de brasileiros aprovam o seu governo.

Pense, o que este homem faria, se entendesse de alguma coisa!

Pedro R. Lima,
professor de Economia - UERJ
fonte:http://diariodazonanorte1.blogspot.com/2010/07/lula-o-analfabeto.html

Simpósio: As Faces e as Formas de ser Granjense

por: Lira Dutra
imagem/arquivo
O Instituto José Xavier – IJX, a Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA e o Ponto de Cultura de Granja convidam a comunidade granjense para participar do I SIMPÓSIO DE GRANJA: AS FACES E AS FORMAS DE SER GRANJENSE

O evento acontecerá nos dias 15,16 e 17 de julho de 2010. O que marcará o simpósio em Granja é uma amplitude de informações, conhecimentos e experiências a disposição dos participantes para que eles possam reelaborarem conceitos, opiniões e visões de enxergar sua cidade, ou de caminhar em suas ruas. Para participar basta levar 1 kg de alimento não perecível e fazer a inscrição nos seguintes locais: Instituto José Xavier e no Ponto de Cultura – Granja para os granjenses. As inscrições serão encerradas no dia 15 de julho. No final, do Simpósio os participantes receberão um certificado.
fonte: http://www.institutojosexavier.com.br/?pagina=VerNoticia&id=137

Cangati Cultural: a gente cultural do granjense

por: Lira Dutra
Campanha de adesão – 100 Associados
O Instituto José Xavier – IJX deu início, no mês de março, a uma campanha para adesão de novos sócios. A meta conseguir número de 100 Associados, nesta categoria o sócio contribui anualmente com R$ 100,00.

Como forma de agradecimento, o IJX, presenteia os novos Associados com publicações da Coleção Cadernos do Instituto José Xavier. Os interessados devem entrar em contato através do endereço eletrônico: institutojosexavier@yahoo.com.br ou na sede do Instituto José Xavier localizado a Rua Pessoa Anta, 564, Centro – Granja – CE.
fonte: http://www.institutojosexavier.com.br/?pagina=VerNoticia&id=130


“De Picasso a Gary Hill” entra em cartaz no Dragão do Mar

A exposição “De Picasso a Gary Hill” na segunda-feira, 12, às 20h. A mostra é uma rara oportunidade para o público conhecer trabalhos de artistas referenciais do século XX. Com curadoria de José Guedes e Roberto Galvão, a mostra reflete sobre o modernismo, retirando do foco as produções de influência Dada e os artistas do movimento Pop. “Creditamos a eles a posição de precursores das manifestações envoltas na denominação genérica e não definitiva de ‘arte contemporânea’, embora tenhamos consciência que estas manifestações surgem no próprio bojo da modernidade”, explicam.
fonte: http://www.secult.ce.gov.br/noticias/201cde-picasso-a-gary-hill201d-entra-em-cartaz-no

domingo, 11 de julho de 2010

Projeto com agricultores granjenses é destaque no Ceará

Materia no Jornal Diário do Nordeste destaca resultados de projeto de cultivo protegido com agricultores familiares na comunidade de Iapara e Vaquejador, Granja/CE. Veja a materia abaixo extraída da página eletrônica do Diario do Nordeste [http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=810613].

Cultivo protegido usa fontes de energia solar

Granja. Um projeto piloto implantado nas comunidades de Iapara e Vaquejador, zona rural deste Município na Zona Norte do Estado, vem beneficiando seis famílias com o cultivo protegido e energia solar. A experiência inédita é uma iniciativa da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) e Secretaria de Desenvolvimento Agrário do Estado (SDA), em parceria com a Coordenadoria de Desenvolvimento da Agricultura Familiar e do Instituto Agropólos.

Desde novembro do ano passado, esses pequenos agricultores estão produzindo alimentos de qualidade dentro dos procedimentos agroecológicos, utilizando energia renovável, garantindo segurança alimentar e melhoria de renda nas famílias.

Dentre as culturas, como milhão, feijão, jerimum e pepino, existem as frutíferas: manga, maracujá, ata, goiaba, laranja e tangerina. A comercialização desses produtos está sendo garantida por meio de uma parceria com a Secretaria de Agricultura do Município, além da inclusão na merenda escolar.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Ematerce e que acompanha o projeto, José Maurício Magalhães, outros oito municípios em regiões diferentes também utilizam a energia solar para produzir alimento familiar. "A gente se candidatou a uma dessas comunidades, trouxe os técnicos aqui, para discutirem com a comunidade e conhecerem qual a área a ser utilizada como produtiva no projeto", explica Magalhães.

O Projeto Cultivo Protegido e Energia Solar funciona com uma mão-de-obra totalmente comunitária, que busca, por meio das teorias repassadas pelos técnicos da Ematerce, como aproveitar a energia solar para plantarem hortaliças orgânicas. "Os resultados contemplam geração de renda, preservação do meio ambiente e, é claro, alimentos saborosos na mesa da população local. Nesse primeiro momento o que eles produzem já serve como alimento e, futuramente, uma renda extra", explica José Maurício.

Atualmente, essas hortaliças são adquiridas pelos moradores das comunidades envolvidas no projeto, mas o excedente da produção deverá ser comercializado no mercado local, que deverá ganhar espaço na Central de Abastecimento da cidade. "A Prefeitura já garantiu um espaço no Mercado Central com bancas e barracas padronizadas", comentou José Maurício.

Irrigação

A irrigação é feita a partir de uma base montada no Rio Coreaú, numa área de dois hectares. Com investimento de R$ 45 mil, foram instaladas nove placas voltadas para a captação de energia solar. O painel solar produz energia limpa, que aciona uma eletrobomba, adquirida com parte do recurso, pela qual a água é distribuída por gotejamento e pelo método conhecido como Santemo (imersão em suspensão), chegando até as plantações. Também foi construído um galpão coberto por tela (estufa) e uma caixa d´água.

Para o agricultor Antônio Francisco de Paulo, o melhor de tudo é que o projeto já vem apresentando resultado satisfatório. "Não dá ainda para pensar em viver só com o que é produzido aqui, mas com as facilidades que estou encontrando já sonho com um futuro melhor", disse ele, que se mostra bastante familiarizado com as orientações dadas pelos técnicos da Ematerce.

Quem também está apostando no êxito do projeto é o agricultor Benedito Francisco de Moura, apesar de ver a primeira safra de tomate não ter sido boa, devido aos fungos que prejudicaram a primeira colheita. "O grupo está bastante unido e não só eu, mas todos aqui estão acreditando no projeto, principalmente porque não se usa nenhum tipo de veneno", disse.

ENQUETE
Quais as melhorias?

AntÔnio Francisco de Paulo
57 ANOS
Agricultor
Já mudou muita coisa. Aquilo que a gente ainda não sabia, com ajuda dos técnicos estamos descobrindo novas práticas

Francisco Viana Ribeiro
24 ANOS
Agricultor
No começo estava meio desanimado, mas agora é possível acreditar que tudo vai dar certo no nosso trabalho

MAIS INFORMAÇÕES
Escritório da Ematerce
Município de Granja
Rua Conrado Porto, S/N, Centro
(88) 3624.1379

VANTAGENS

Maior viabilidade técnica e econômica

Granja. O cultivo protegido é uma das alternativas de maior viabilidade técnica e econômica para aumentar a produtividade de hortícolas e reduzir a aplicação de defensivos agrícolas. O Ceará está apostando na exportação. O modelo já é uma realidade em várias partes do Estado. Há 50 hectares com hortaliças e outros 50 hectares com flores. Produtores de tomate da Serra da Ibiapaba, no Estado do Ceará, também estão adotando essa tecnologia para aumentar a produtividade e a rentabilidade do cultivo de tomate.

Daqui a cinco anos, o Ceará pretende exportar para a Europa hortaliças produzidas sob cultivo protegido, o sistema pelo qual a plantação é feita, por exemplo, em estufas de plástico. Mas é, ainda, muito incipiente. Para alçar o voo internacional, o Governo projeta 1 mil hectares de cultivo protegido no médio prazo.

Área plantada

Segundo dados do Instituto Agropólos, a área total plantada na Serra da Ibiapaba chega a 500 hectares para o tomate e 400 hectares para o pimentão. Atualmente, 37 produtores da região já utilizam a técnica de cultivo protegido para o tomate e o pimentão, totalizando 38 hectares de tomate e sete hectares de pimentão.

No tomate, a produção utilizando essa tecnologia é de 120 toneladas por hectare.

A descoberta da técnica pelo Estado não é de agora. No ano, de 2000 aconteceu o primeiro seminário de cultivo protegido em Tianguá, na Ibiapaba. A Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) e a Empresa de Assistência Técnica e de Extensão Rural (Ematerce) já investem no modelo em projetos de assentamento.

Além dos fatores climáticos, é preciso considerar, também, o estado nutricional das plantas na estufa e a sua maior densidade, o que pode propiciar condições mais favoráveis aos patógenos e/ou predispor as plantas à infecção.

Por outro lado, muitas doenças em cultivo protegido tendem a se tornar mais severas que em cultivo convencional.

Renda

"Nesse momento o que eles produzem já serve como alimento e, futuramente, uma renda extra"
José Maurício
Engenheiro agrônomo da Ematerce

Wilson Gomes
Colaborador

sábado, 10 de julho de 2010

Começou hoje o campeonato "Taça Romeu Aldigueri"

imagem/bing
Hoje, sábado (10), acontece no campo do Cipó o primeiro jogo do Campeonato "Taça Dr. Romeu Aldigueri". O campeonato é uma realização da Liga Granjense de Desporto com apoio de Romeu. Um carro circulo na cidade convidando toda a população para o "maior campeonato". Tudo indica que a festa vai ser grande!

Logo mais imagens do campeonato.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Campanha 2010 liberada

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autoriza, a partir de hoje, a propaganda eleitoral na internet e nas ruas. Todos os cidadãos podem participar da campanha na internet, mas devem se identificar corretamente e dar direito de resposta caso algum candidato, partido ou coligação se sinta atingido.
Os candidatos poderão enviar e-mails para endereços cadastrados gratuitamente, mas caso o destinatário solicite seu descadastramento da lista de endereços, deve ser atendido no prazo máximo de 48 horas. Na internet, está proibido qualquer tipo de propaganda paga. É proibida, ainda que gratuitamente, a veiculação de propaganda eleitoral em sites de pessoas jurídicas e oficiais.

Será permitida a colocação de cavaletes, bonecos, cartazes, mesas para distribuição de material e bandeiras em vias públicas, que podem ser colocados a partir das seis horas da manhã e retirados antes das 22 h, sempre tomando cuidado para não dificultar a passagem dos pedestres. Estão proibidas pichações, inscrições a tinta, colagem de cartazes, colocação de placas, estandartes, faixas e assemelhados em bens públicos como postes, viadutos, passarelas e pontes, inclusive, em árvores e jardins públicos ou tapumes de obras ou prédios públicos.

A propaganda também está proibida nos bens de uso comum como cinemas, clubes, lojas, centros comerciais, igrejas, ginásios e estádios, mesmo que sejam de propriedade privada.
fonte: http://www.dilmanaweb.com.br/noticias/entry/campanha-eleitoral-comeca-hoje/

Granja: Uma preciosidade que não pode ser esquecida

Toda cidade guarda grandes preciosidades, mas poucas pessoas valorizam esses tesouros. Na zona norte do estado do Ceará, são inúmeros lugares que guardam riquezas históricas e naturais.

O município de Granja segue a regra, a magia do rio Coreaú se mistura ao encanto da histórica ponte metálica, formando uma sintonia perfeita. Ao fim da tarde é deslumbrante: o apreciar das águas, a beleza da mata, e o brilho do sol.

E quem pensa que é só isso, engana-se, Granja tem história e muita história. Basta andar pelas ruas da cidade que podemos nos deparar com casarões que guardam grande riqueza arquitetônica e nos revelam o passado colonial. A listagem de prédios e casarões é numerosa, alguns merecem destaque, entre eles: O solar da Família Gouveia e antiga cadeia pública.

Agora, sem dúvida alguma, a história de Granja está marcada mesmo nas praças e nos eventos. Isso porque as praças fazem parte do cotidiano de várias gerações, e os eventos são guardados na memória de quem participa.Não dar pra se falar no município, sem falar da praça Coronel Luiz Felipe, ou melhor "Praça do Colégio" como é conhecida popularmente o ponto dos jovens granjenses. Também não dar pra se pensar em avenida beira rio, sem pensar num dos melhores carnavais da zona norte e na micareta Granfolia.

Realmente não dar pra negar, a terra de Livio Barreto é mesmo um tesouro, são muitas preciosidades que fica difícil resistir. O único lamento é que poucos são os olhares que desvendam essas belezas e procuram cuidar delas como de fato merecem. Afinal a história de um povo não pode e não deve ser apagada, pois o que é importante deve ser lembrado e jamais esquecido.

Por: Francisco Sousa
publicado no blogue http://frankblog14.blogspot.com

Granjense criam Sindicato da Agricultura Familiar


por: Lira Dutra
Trabalhadores da Agricultura Familiar instalaram, no dia 03, sábado, a subsede do SINTRAF (Sindicato dos/as Trabalhadores/as da Agricultura Familiar) Vale do Coreaú II, na rua Ubatuba de Miranda, Prado, Granja/CE.

O evento foi presidido pelo presidente da Regional, Raimundo Paiva, e contou com a presença de lideranças locais.

O Sintraf tem objetivo de defender os direitos dos trabalhadores, e abrir debates sobre as questão vontadas para as necessidades dos granjenses que dependem da tarra para tirar seu alimento. A mais de 03 anos um grupo de granjenses, formados por professores, jovens, lider comunitarios e trabalhadores/as, iniciaram a luta para o Sintraf Regional Vale do Coreaú II. Agora o agricultor familiar granjense agradece!

domingo, 4 de julho de 2010

Caiu no meu e-mail


Spam, correntes, piadas, mensagens de motivação, e outras tranqueiras do tipo enchem a caixa de e-mail. Enchendo o saco de muita gente. É o meu caso! De saco cheio de tanto deletar mensagem inúteis, aquelas que veem com uma lista enorme de e-mail de pessoas que você não conhece e nunca conhecerá, resolvi selecionar algumas e criar uma coluna chamada Caiu no meu e-mail.


imagem/google



Curso de Formação de Marido

Objetivo pedagógico: Permite aos homens desenvolver a parte do corpo da qual ignoram a existência (o cérebro).
São 4 módulos:

Módulo 1: Introdução (Obrigatório)
1 - Aprender a viver sem a mamãe. (2.000 horas)
2 - Minha mulher não é minha mãe. (350 horas)
3 - Entender que não se classificar para o Mundial não é a morte. (500 horas)

Módulo 2: Vida a dois
1 - Ser pai e não ter ciúmes do filho. (50 horas)
2 - Deixar de dizer impropérios quando a mulher recebe suas amigas. (500 horas)
3 - Superar a síndrome do 'o controle remoto é meu'. (550 horas)
4 - Não urinar fora do vaso. (1000 horas - exercícios práticos em vídeo)
5 - Entender que os sapatos não vão sozinhos para o armário. (800 horas)
6 - Como chegar ao cesto de roupa suja. (500 horas)
7 - Como sobreviver a um resfriado sem agonizar. (450 horas)

Módulo 3: Tempo livre
1 - Passar uma camisa em menos de duas horas. (exercícios práticos)
2 - Tomar a cerveja sem arrotar, quando se está à mesa. (exercícios práticos)

Módulo 4: Curso de cozinha
1 - Nível 1. (principiantes - os eletrodomésticos) ON/OFF = LIGA/DESLIGA
2 - Nível 2. (avançado) Minha primeira sopa instantânea sem queimar a Panela.
3 - Exercícios práticos Ferver a água antes de por o macarrão.

Cursos Complementares
Por razões de dificuldade, complexidade e entendimento dos temas, os cursos terão no máximo três alunos.
1 - A eletricidade e eu: vantagens econômicas de contar com um técnico competente para fazer reparos.
2 - Cozinhar e limpar a cozinha não provoca impotência nem homossexualidade. (práticas em laboratório)
3 - Porque não é crime presentear com flores, embora já tenha se casado com ela.
4 - O rolo de papel higiênico: Ele nasce ao lado do vaso sanitário? (biólogos e físicos falarão sobre o tema da geração espontânea)
5 - Como baixar a tampa do vaso passo a passo. (teleconferência)
6 - Porque não é necessário agitar os lençóis depois de emitir gases intestinais. (exercícios de reflexão em dupla)
7 - Os homens dirigindo, podem SIM, pedir informação sem se perderem ou correr o risco de parecerem impotentes. (testemunhos)
8 - O detergente: doses, consumo e aplicação. Práticas para evitar acabar com a casa.
9 - A lavadora de roupas: esse grande mistério.
10 - Diferenças fundamentais entre o cesto de roupas sujas e o chão. (exercícios com musicoterapia)
11 - A xícara de café: ela levita, indo da mesa à pia? (exercícios Dirigidos por Mister M)
12 - Analisar detidamente as causas anatômicas, fisiológicas e/ou psicológicas que não permitem secar o banheiro depois do banho.

O curso é gratuito para homens solteiros e para os casados damos bolsas.
fonte: via e-mail (autor desconhecido)

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Candidato Lúcio Alcântara no Parazinho

imagem/ lucioalc.blogspot.com
Hoje, quinta-feira (01), o candidato a Governador do Ceará e ex-governador, Lúcio Alcântara (PR), a convite de Romeu Aldigueri, está no distrito de Parazinho,  em ocasião da última novena do festejos de Nossa Senhora do Livramento. Segundo informações obtidas pelo blogue, Lúcio Alcântara chegou de helicóptero que teria pousado no trevo, entrada da sede do distrito. O festejo de Nossa Senhora do Livramento é um ótimo momento para candidatos pediram bençãos.


Perfil
Filho de Maria Dolores Alcântara e Silva e do ex-Senador e ex-Governador do Estado do Ceará, José Waldemar Alcântara e Silva. Formado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará em 1966. Casado com a escritora Beatriz Alcântara, tem dois filhos, a arquiteta Daniela Alcântara e o dep. federal Leo Alcântara. fonte: http://lucioalc.blogspot.com